Apagão no AP: juiz determina afastamento de direção da Aneel e do ONS

Medida deve durar até conclusão de investigações sobre falta de luz

Publicado em 19/11/2020 - 20:22 Por Renata Martins - Brasília

O juiz João Bosco Costa, da 2ª Vara da Justiça Federal, no Amapá, determinou o afastamento de toda a diretoria da Aneel, Agência Nacional de Energia Elétrica, e do ONS, Operador Nacional do Sistema.

Os diretores devem ser afastados por 30 dias ou até que sejam concluídas as investigações sobre o apagão do Amapá.

No dia 3 de novembro, os dois transformadores que transmitiam a energia elétrica para 13 municípios do Amapá incendiaram. Um terceiro transformador usado como equipamento sobressalente para segurar o sistema estava quebrado desde dezembro do ano passado.

Para o juiz federal, Aneel, ONS, e a empresa Linhas de Macapá Transmissora de Energia, responsável pela subestação, foram negligentes no tocante à necessidade de conserto do terceiro transformador.

Para justificar a decisão, o magistrado considerou documentos que apontam que os diretores da Aneel foram comunicados, em abril deste ano, que eventuais medidas preventivas de combate ao coronavírus poderiam afetar as obras em andamento e a prestação dos serviços de operação e manutenção sob responsabilidade da empresa Linhas de Macapá.

A decisão liminar atende a Ação Popular protocolada pelo senador Randolfe Rodrigues.

A Aneel e o ONS informaram que não foram notificados e que vão recorrer da decisão.

Os órgãos afirmaram ainda que os esforços, no atual momento, estão concentrados na normalização do fornecimento de energia no Amapá. Os geradores que vão suprir emergencialmente o estado já estão na capital, Macapá.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Novo Código de Trânsito muda regras em relação ao uso de faróis

Agora, por exemplo, o uso de faróis só é obrigatório durante o dia em rodovias não duplicadas ou em condições climáticas não favoráveis como neblina, chuva ou cerração.

Baixar arquivo
Cultura

Academia Brasileira de Letras expõe seu acervo de arte na internet

A coleção de pintura conta com exemplares de nomes como Portinari, Dimitri Ismailovitch e Rodrigo Soares. Já a coleção de escultura tem obras de Rodolfo Bernardelli, Bruno Giorgi e Celso Antônio de Menezes.

Baixar arquivo
Economia

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 para 2022

Novo valor prevê reposição da inflação medida pelo IPCA, sem aumento real. O salário mínimo é um dos dados que compõem o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para o ano que vem, apresentado nesta quinta-feira pelo Ministério da Economia.

Baixar arquivo
Política

Câmara aprova projeto que aumenta as penas por maus-tratos e abandono

Os deputados aprovaram, nesta quinta-feira, um projeto de lei que aumenta as penas para quem for condenado por abandono de incapaz e maus-tratos de crianças, idosos e pessoas com deficiência.

Baixar arquivo
Economia

Início do saque em dinheiro do novo auxílio emergencial é antecipado

A primeira retirada do benefício, que estava prevista para 4 de maio, agora será no dia 30 de abril. Detalhes do novo calendário serão anunciados nesta sexta-feira (15), dia em que também começa o pagamento do auxílio para quem recebe Bolsa Família.

Baixar arquivo
Economia

Banco Central divulga lista de instituições com mais reclamações

O Banco Pan está no topo da lista de instituições bancária com mais reclamações de clientes no primeiro trimestre deste ano, conforme o ranking divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Central. Na sequência aparecem os bancos Inter, Caixa Econômica Federal, Santander e Bradesco.

Baixar arquivo