MPF abre novo procedimento após morte de cidadão em abordagem da PRF

Publicado em 27/05/2022 - 23:59 Por Beatriz Arcoverde* - Editora da Radioagência Nacional - Brasília

O Ministério Público Federal instaurou nesta sexta-feira mais um procedimento relacionado à morte de Genivaldo de Jesus Santos, de 38 anos, em Umbaúba, Sergipe. Segundo a Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão, diante das notícias de que a vítima sofria de esquizofrenia e fazia uso de medicamentos controlados, a procuradoria vai acompanhar a apuração do suposto crime na esfera cível para verificar as violações aos direitos dos cidadãos e, em especial, aos direitos das pessoas com deficiência.

Na quinta-feira, um procedimento criminal foi instaurado pelo Ministério Público Federal para acompanhar as investigações sobre a eventual responsabilidade dos policiais pela morte de Genivaldo, que morreu após abordagem de policiais rodoviários federais.

Imagens veiculadas na internet mostram a vítima presa dentro de uma viatura esfumaçada. O Instituto Médico Legal (IML) de Sergipe identificou de forma preliminar que a vítima teve como causa da morte insuficiência aguda secundária a asfixia.

A procuradoria solicita que pessoas que presenciaram a ação policial e gravaram vídeos entrem em contato por email . Os vídeos serão utilizados nas investigações do Ministério Público Federal.

Em nota, a organização Human Rights Watch (HRW) afirmou que o Ministério Público Federal deveria investigar “a motivação pela qual Genivaldo foi detido e as circunstâncias de sua morte, incluindo possíveis indícios de tortura”. “Também deveria verificar se a Polícia Rodoviária Federal possui protocolos e treinamentos adequados para a abordagem de pessoas com deficiências psicossociais”.

 A Oxfam Brasil afirmou que o crime não gerou ações imediatas. “Além da crueldade e vileza com que as populações negras são tratadas pelos agentes policiais, chama a atenção que tais fatos não tenham gerado ações imediatas e duras por parte de governadores e chefes das polícias”.

A ONU Direitos Humanos na América do Sul cobrou uma “investigação célere e completa” da morte. “É fundamental que as investigações iniciadas pela Polícia Federal e o Ministério Público cumpram com as normas internacionais de direitos humanos e que os agentes responsáveis sejam levados à Justiça, garantindo reparação aos familiares da vítima.

Em nota enviada à Agência Brasil, a Polícia Federal informou que vai investigar “as circunstâncias da morte” e que diligências foram iniciadas para esclarecer “o mais breve possível” o ocorrido.

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) disse, também em nota, que está comprometida com "a apuração inequívoca das circunstâncias relativas à ocorrência no estado de Sergipe, colaborando com as autoridades responsáveis pela investigação".

A PRF instaurou processo disciplinar para elucidar os fatos e os agentes envolvidos foram afastados das atividades de policiamento.

*Com informações da Agência Brasil

Edição: Agência Brasil

Últimas notícias
Geral

Temporada de cruzeiros no Brasil será retomada no final outubro

A temporada de cruzeiros 2022/2023 dever ser a maior dos últimos 10 anos, prevê a Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos. 

Baixar arquivo
Economia

Procon do Rio fiscaliza postos de combustíveis após redução do ICMS

Fiscais do órgão iniciaram uma fiscalização em postos de todo o estado para garantir o cumprimento do decreto do governo, que reduz de 34% para 18% a alíquota do ICMS sobre os combustíveis.

Baixar arquivo
Cultura

Cem anos do rádio no Brasil: a Rádio Gazeta

De caráter cultural, a Rádio Gazeta já se destacava desde o início, em 1943, dispondo de uma orquestra sinfônica, um coral lírico, um conjunto de jazz, pianistas e cantores nacionais e internacionais.

Baixar arquivo
Esportes

Seleção brasileira de judô paralímpico ganha o Grand Prix de São Paulo

A delegação brasileira conquistou 17 medalhas, sendo seis de ouro, três de prata e oito de bronze.

Baixar arquivo
Geral

História Hoje: Grand Junction Railway era inaugurada há 185 anos

As ferrovias surgiram no início do século XIX na Inglaterra para transporte de cargas e de pessoas. Com o sucesso desse novo meio de locomoção, o Parlamento britânico autorizou uma grande obra. 

Baixar arquivo
Esportes

Brasil termina em segundo lugar na Liga das Nações de vôlei feminino

Os outros confrontos são Turquia x Tailândia e Estados Unidos x Sérvia e Itália x China.

Baixar arquivo