Desmatamento na Amazônia tem redução de 19%, diz Ministério da Defesa

Publicado em 13/04/2021 - 09:14 Por Daniella Longuinho - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Nos últimos 11 meses, o desmatamento na Amazônia Legal teve redução de 19,15%, segundo balanço da Operação Verde Brasil 2, divulgado nesta segunda-feira pelo Ministério da Defesa. A atuação conjunta das Forças Armadas e das agências ambientais, entre agosto do ano passado e março deste ano, resultou em mais de 100 mil inspeções de combate à ilícitos ambientais.

Com o emprego de 2,5 mil militares e agentes de órgãos de controle ambiental e segurança pública, destaca-se no balanço da operação a apreensão de mais de 504 mil metros cúbicos de madeira, de 2.015 embarcações e 889 veículos e tratores.

Além da repressão aos crimes ambientais, foram executadas 321 prisões em flagrante, apreendidos 751 quilos de drogas e mais de 123 mil armas e munições. Ao todo, foram aplicados 5.303 multas e termos de infração, somando mais de R$ 3,3 bilhões.

Apesar do avanço no combate aos crimes ambientes na Amazônia Legal, o mês de março bateu recorde de desmatamento na região com cerca de 367 km² devastados, de acordo com dados do Inpe, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais. É o pior resultado do monitoramento para o mês desde 2016.

O emprego das Forças Armadas para a Garantia da Lei e da Ordem na Amazônia foi autorizado por decreto presidencial em maio do ano passado, com previsão inicial de duração de 30 dias. Por novo decreto, o prazo foi estendido até 30 de abril deste ano.

Com o encerramento da Operação Verde Brasil 2, as ações de fiscalização ambiental na região serão orientadas pelo Plano Amazônia 2021/2022, sob responsabilidade do Conselho Nacional da Amazônia Legal, que é presidido pelo vice-presidente da República, Hamilton Mourão.

Na semana passada, no programa Por Dentro da Amazônia, da Rede Nacional de Rádio, Mourão reafirmou o compromisso do Brasil de cumprir a meta do Acordo de Paris de zerar o desmatamento ilegal até 2030.

O Plano Amazônia será prestado pelas agências ambientais e de fiscalização, com suporte logístico das Forças Armadas. Além de aumentar a fiscalização e fortalecer órgãos ambientais, o plano vai priorizar áreas de maior ocorrência de crimes ambientais e pretende disponibilizar alternativas socioeconômica à população da região dentro do princípio do desenvolvimento sustentável.

Edição: Bianca Paiva/Edgard Matsuki

Últimas notícias
Geral

Ex-vereador e policial civil Jerominho é preso novamente no Rio

Desta vez em cumprimento a um mandado pela condenação do crime de extorsão pelo emprego de arma de fogo, cometido em 2005.

Baixar arquivo
Esportes

Confira resultados dos jogos de quinta e próximas partidas do futebol

Nas eliminatória Sul-Americanas para a Copa do Mundo, o Brasil empatou com o Equador em 1 a 1, o Paraguai perdeu para o Uruguai por 1 a 0 e o Chile perdeu para a Argentina por 2 a 1.

Baixar arquivo
Esportes

Minas e Vôlei Renata são os finalistas da Copa Brasil masculina 2022

Após dois jogos, na noite dessa quinta-feira (27), no ginásio Galegão, em Blumenau, Santa Catarina, as duas equipes seguem na busca pelo título da competição

Baixar arquivo
Saúde

Bebê de seis meses recebe vacina contra a covid-19 por engano

A menina foi vacinada com um frasco inteiro da Pfizer, o equivalente a seis doses para adultos.

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz e Fundação Alfredo da Matta realizam inquérito de hanseníase

O primeiro inquérito de hanseníase no país tem por objetivo mapear as consequências e sequelas da doença para os pacientes que já receberam tratamento.

Baixar arquivo
Economia

Sistema do BC para informar dinheiro esquecido vira isca para golpe

Relatos em redes sociais mostram que os bandidos mandam uma mensagem pelo whatsapp informando que a pessoa tem dinheiro para receber e deve clicar em um link.

Baixar arquivo