Desmatamento na Amazônia vai aumentar risco de calor extremo

Pesquisadores alertam que existe um limite de desmatamento da Amazônia

Publicado em 03/10/2021 - 15:28 Por Fabiana Sampaio – Repórter da Rádio Nacional - Rio da Janeiro

Estudo aponta que o desmatamento em grande escala da floresta amazônica, associado às mudanças climáticas, vai aumentar o risco de exposição ao calor extremo, com impacto na sobrevivência da espécie humana.  A pesquisa foi feita pela Fiocruz e INPE, Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais e da Universidade de São Paulo

Os resultados projetam aumento do risco de estresse térmico na Amazônia Brasileira, com níveis de calor intoleráveis ao corpo humano. Os efeitos serão em escala regional, com os maiores impactos diretos na região Norte do país. 

Os pesquisadores alertam que existe um limite de desmatamento da Amazônia, acompanhado por um “efeito extremo na saúde” que deverá deixar, até o ano de 2100, mais de 11 milhões de pessoas dessa região expostas ao risco do calor extremo. Isso porque sob condições ambientais desfavoráveis, que incluem alta exposição à temperatura e umidade, as capacidades de resfriamento do corpo são enfraquecidas, resultando em aumento da temperatura corporal.

A exposição continuada a essas condições pode ocasionar desidratação e exaustão e, em casos mais graves, colapso das funções vitais, levando à morte. Além disso, os pesquisadores alertam que o estresse causado pelo calor pode afetar o humor, os distúrbios mentais e reduzir o desempenho físico e psicológico das pessoas. Outra consequência é o impacto em várias áreas da economia, com a redução da produtividade no trabalho.  

Os pesquisadores enfatizam a necessidade urgente de medidas coordenadas para evitar efeitos negativos sobre as populações vulneráveis. E citam que os efeitos locais das mudanças no uso da terra estão diretamente ligados às políticas e estratégias de sustentabilidade das florestas. O estudo enfatiza que essas mudanças estão ao alcance da sociedade. 

Edição: Líria Jade editora – da Radioagência Nacional

Últimas notícias
Geral

Holanda detecta 61 casos de Covid entre passageiros da África do Sul

Dois voos provenientes da África do Sul desembarcaram na Holanda com 61 passageiros contaminados pelo coronavírus. A suspeita é que eles estejam com a nova cepa, denominada Ômicron e com provável origem no país africano.

Baixar arquivo
Economia

Dieese: cerca de 83 milhões de brasileiros aguardam o pagamento do 13º

O mês de novembro está chegando ao fim e, com ele, a expectativa do trabalhador com carteira assinada de receber a primeira parcela do 13º salário. Isso por que o prazo de pagamento das empresas se encerra na próxima terça-feira, dia 30 de novembro. 

Baixar arquivo
Geral

Brasil fechará fronteiras aéreas para seis países da África

Para conter a nova variante do coronavírus, o Brasil anunciou o fechamento das fronteiras aéreas com seis países da África. A informação foi confirmada pelo ministro da Casa Civil, Ciro Nogueira.

Baixar arquivo
Esportes

Flamengo e Palmeiras decidem a Copa Libertadores da América

A Rádio Nacional transmite Flamengo e Palmeiras para todo território brasileiro a partir das 17h. 

Baixar arquivo
Saúde

Boletim revela queda nos indicadores de transmissão da covid-19

O Observatório Covid-19 da Fiocruz indica também redução do número de casos registrados e de óbitos no país. Ainda assim, especialistas defendem medidas de prevenção, como a exigência de vacinação para entrada no Brasil, o uso de passaporte de vacinas em locais públicos e a testagem de viajantes no país.

Baixar arquivo
Saúde

Nova variante da Covid chega a Bélgica e preocupa Europa

De acordo com o Ministério da Saúde belga, trata-se de alguém que veio do exterior não vacinado e que testou positivo no dia 22 de novembro

Baixar arquivo