Amazônia: Mourão diz que alta no desmatamento foi falta de integração

Publicado em 23/11/2021 - 16:16 Por Gabriel Brum - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O vice-presidente Hamilton Mourão disse nesta terça-feira que a falta de integração das Forças Armadas e dos órgãos ambientais explica os últimos dados de desmatamento da Amazônia divulgados pelo Inpe. A declaração foi feita após a sétima reunião do Conselho Nacional da Amazônia Legal.

Segundo o Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais o desmatamento na Amazônia Legal foi de mais de 13 mil e 200 quilômetros quadrados, entre agosto de 2020 e julho de 2021. Aumento de quase 22% em relação ao período anterior. O levantamento foi feito por meio do Prodes, considerado mais preciso para medir as taxas de desmate.

Nesse período, as Forças Armadas atuaram na região por meio de GLO. O vice-presidente apontou falta de integração durante boa parte da atuação e assumiu a responsabilidade por isso. Uma melhora só aconteceu, segundo ele, a partir de agosto, após o período monitorado pelo Prodes.

Mourão disse que as ações de combate ao desmatamento precisam ser permanentes. Para ele é fundamental a contratação de pessoal e a recuperação da capacidade operacional das agências ambientais.

O vice-presidente defendeu o pagamento aos proprietários de terra para que mantenham as áreas preservadas de acordo com a captura de carbono. Citou também a regularização fundiária como outro ponto que precisa ser solucionado.

Mourão defendeu que o país crie um fundo com recursos brasileiros para financiamento de ações para preservação da Amazônia.

Edição: Paula de Castro / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Política

PEC dos Precatórios é promulgada pelo Congresso Nacional

A proposta aprovada possibilita a mudança no cálculo do teto de gastos e abre um espaço de R$ 106 bilhões no Orçamento da União. Parte dos recursos deverá custear o Auxílio Brasil. 

Baixar arquivo
Saúde

Butantan vai doar 400 mil vacinas de gripe para o Rio de Janeiro

A cidade está com imunização parada há seis dias, por falta de vacinas, e teve 21 mil casos da doença diagnosticados nas últimas três semanas.

Baixar arquivo
Saúde

Pfizer diz que três doses de vacina podem neutralizar variante Ômicron

Estudo preliminar mostrou que duas doses podem não ser suficientes para proteger as pessoas contra a infecção pela nova variante. Ainda assim, as empresas afirmam que duas aplicação são capazes de proteger contra casos graves da doença.

Baixar arquivo
Economia

CNA projeta crescimento de 2,4% no PIB da agropecuária em 2022

A safra 2021/2022 deve chegar a 289 milhões de toneladas, volume 14% maior que a anterior; foram produzidas na safra 2020/2021 252 toneladas de grãos. 

Baixar arquivo
Saúde

Consórcio Nordeste pede cancelamento de festas de Ano Novo e carnaval

O Comitê Científico do Consórcio Nordeste emitiu uma recomendação para que os estados não realizem as festas de Réveillon e o carnaval, uma vez que colocar milhões de pessoas nas ruas, em aglomerações, é assumir um risco.

Baixar arquivo
Internacional

Olaf Scholz é eleito novo chanceler da Alemanha

Aos 63 anos, o ex-ministro das Finanças de Angela Merkel se torna o nono chanceler da Alemanha no pós-guerra. Ele venceu a votação secreta por 395 votos do 736 deputados do plenário.

Baixar arquivo