Laboratório da Amazônia investe em produtos ambientalmente responsáveis

Laboratório da Amazônia

Publicado em 24/01/2020 - 18:41 Por Maíra Heinen - Brasília

Com o reaproveitamento de resíduos e um olhar para o que a região oferece, o LOA, Laboratório de Óleos da Amazônia, promove pesquisas inovadoras que resulta em produtos ambientalmente mais responsáveis.

 

Um exemplo é a produção de biocombustíveis a partir de resíduos da produção de óleos como o de palma, de buriti e andiroba, por exemplo, bastante consumidos no Pará.

 

O doutor em química e coordenador do LOA Luís Adriano Santos explica que muito do que antes era considerado resíduo, a partir das pesquisas, torna-se algo de alto valor comercial.

 

No Brasil, o biodiesel é feito, principalmente, a partir da soja e pode ser produzido a partir do óleo bruto e do refinado. No Laboratório de Óleos da Amazônia, os pesquisadores têm reaproveitado também as cascas e amêndoas das oleaginosas mais usadas no estado.

 

Outra inovação do LOA é a pesquisa de catalisadores verdes.

 

Luis Adriano explica que catalisadores aumentam a velocidade das reações químicas para obter qualquer tipo de produto. Muitas vezes os modelos tradicionais são corrosivos e muito agressivos ao meio ambiente e geralmente acarretam um custo adicional porque não são eliminados naturalmente e precisam ser neutralizados pela indústria, gerando mais custos.

 

Os chamados catalisadores verdes, de acordo com Luís Adriano, são reaproveitamento de rejeitos.

 

Alguns catalisadores verdes são feitos a partir do rejeito de minérios como o caulim e ainda de subprodutos da agroindústria, como cascas e sementes de frutas.

 

Para o pesquisador Luís Adriano, o grande motivador das pesquisas de sucesso do laboratório é a transformação dos produtos e processos da própria Amazônia em riqueza para as populações da região, mantendo a floresta em pé.

Últimas notícias
Saúde

Mais de 30 países já notificaram casos da Ômicron

Por ter uma maior facilidade de transmissão, a nova cepa do coronavirus tem sido apontada pela África do Sul como determinante no agravamento da quarta onda vivida no país. .

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Motoristas recebem notificação antecipada de multas em novo serviço

As mensagens começaram a ser enviadas esta semana por e-mail, SMS e pelo aplicativo gov.br. Esse serviço, chamado de Notifica gov.br, ainda está em operação-piloto e deverá ser ampliado para outras áreas. 

Baixar arquivo
Saúde

Paciente do RJ testa negativo para variante Ômicron

Paciente de 29 anos, que chegou ao Rio vinda recentemente de uma viagem à África do Sul, estava sob suspeita de infecção pela Ômicron, nova variante do coronavírus.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Prêmio de Acessibilidade reconhece iniciativas de inclusão de PCDs

Programa de instituto da Baixada Fluminense que oferece livros com linguagem inclusiva, como em Libras, e ação da prefeitura de João Pessoa que proporciona banho de mar acessível, passeio de caiaque e vôlei sentado foram algumas iniciativas premiadas.

Baixar arquivo
Economia

Produção industrial brasileira recua 0,6% em outubro, diz IBGE

 Esta é a quinta queda consecutiva do indicador, que acumula perda de 3,7%. Os dados estão na Pesquisa Industrial Mensal, divulgada nesta sexta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Baixar arquivo
Esportes

Em 2000, Gustavo Kuerten chegava ao topo do ranking mundial de tênis

Neste dia, há 21 anos, Gustavo Kuerten vencia a final do Masters de Lisboa, em Portugal, contra um dos favoritos, o norte-americano Andre Agassi. A vitória fez de Guga o primeiro sul-americano a terminar uma temporada como o número 1 do mundo.

Baixar arquivo