Pesquisadores da UFPB desenvolvem inseticida de sisal que mata o mosquito da dengue

Pesquisa da UFPB

Publicado em 14/07/2020 - 07:41 Por Dayana Vítor - Brasília

Você conhece o sisal, aquela fibra que parece palha? Esse material é bastante utilizado na produção de objetos como tapetes, cestos e até brincos. Mas em breve poderá ter mais uma utilidade: ser usado no combate à dengue.


Pesquisadores da Universidade Federal da Paraíba, em parceria com a Embrapa, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, desenvolveram um inseticida à base de sisal que mata rapidamente o mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e a chikungunya.


A substância é feita com o subproduto do sisal que geralmente é descartado pela indústria. A coordenada do estudo, a professora Fabíola Nunes, acredita que o inseticida vai trazer benefícios para diversos setores.


Esse inseticida foi testado em todas as fases do mosquito Aedes aegypti, e se mostrou bastante eficaz. Fabíola Nunes dá detalhes sobre o estudo.

 

O produto já foi patenteado pela Universidade Federal da Paraíba e pela Embrapa, o que garante a exclusividade de comercialização da substância. Mas as instituições não têm como produzir em larga escala, e agora buscam empresários interessados em fabricar, como destaca a professora Fabíola.


Para o inseticida a base de sisal ou qualquer outro ser comercializado, é preciso obter aprovação na Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Hoje, no mercado já existem inseticidas em spray e aerossol com diversas substâncias contra a dengue. Eles custam em média R$ 20. Para deixar o Aedes Aegypti bem longe, sem mata-lo, existem os repelentes. É possível adquirir um por cerca de R$ 15.

Últimas notícias
Saúde

Doação de leite humano só atende metade da demanda no Brasil

Dia Mundial de Doação de Leite Humano, celebrado nesta quinta-feira (19), é uma iniciativa para a proteção e promoção do aleitamento materno. 

Baixar arquivo
Política

Presidente da República almoça com embaixadores de 18 países no Rio

Como exemplo de situações de instabilidade mundial, que demonstram a segurança oferecida pelo Brasil, Jair Bolsonaro citou os riscos de desabastecimento que vários países vêm passando.

Baixar arquivo
Geral

Rio de Janeiro: crimes contra a vida têm queda de 17%

Os dados são relativos aos primeiros quatro meses de 2022 na comparação com o mesmo período do ano passado. Foram 1.025 vítimas, o menor número desde 1991.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: número de testes positivos em farmácias cresce 54% em maio

Dos 210 mil testes realizados na primeira quinzena do mês, quase 50 mil comprovaram a infecção pelo coronavírus. Já em abril, foram 262 mil no total e cerca de 32 mil confirmaram a presença do Sars-Cov-2.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

ONU diz que subiu 500% o total de pessoas com fome no mundo desde 2016

Os níveis de fome ao redor do mundo atingiram uma nova alta, segundo o secretário-geral das Nações Unidas. António Guterres fez declarações na quarta-feira, durante uma reunião ministerial sobre segurança alimentar, em Nova Iorque. 

Baixar arquivo
Política

Lei que torna permanente o Auxílio Brasil é publicada pelo governo

A medida que estabelece um piso do benefício de R$400 de forma permanente foi sancionada, nessa quarta-feira, pelo presidente Jair Bolsonaro e publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira.

Baixar arquivo