Pesquisadores da UFMG criam teste para covid-19 integrado a celular

Estimativa é de que resultado fique pronto em 20 minutos

Publicado em domingo, 16 Agosto, 2020 - 15:49 Por Kariane Costa - Brasília

Pesquisadores da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) criaram um sistema de diagnóstico rápido para covid-19 integrado ao telefone celular.

O teste proposto é portátil, e não precisa de equipamentos sofisticados ou reagentes caros, o que significa que quando disponibilizado terá um preço acessível. Bem diferente do teste padrão PCR, único hoje que detecta se o paciente está contaminado.

A professora do Departamento de Fisiologia e Biofísica e pesquisadora Maria de Fátima Leite disse que a ferramenta funciona com uma gota do sangue ou da saliva do paciente. A partir daí, o material é colocado em uma lâmina, semelhante àquelas de um aparelho para medir a glicemia.

Fátima Leite explica que a luz do celular converte a leitura da lâmina em um código, que vai ser visualizado na tela do celular de uma forma simples: vermelho significa infectado, amarelo indeterminado e verde significa que o exame deu negativo para covid-19.

A professora afirma ainda que essa luz é a mesma usada para ler código de barras, o que dispensa a necessidade de um celular super moderno, mas ela alerta que a ideia inicial não é de que o usuário possa fazer o teste em sua casa. Isto porque, apesar de ser simples, o teste deve ser feito pelo profissional de saúde, em unidades de saúde ou farmácias, onde a coleta do sangue ou saliva deve ser feita com segurança.

O projeto é coordenado pela Escola de Engenharia da UFMG, mas tem o apoio de outras escolas como veterinária e biologia. Ao todo, 15 professores participam da pesquisa.

Mesmo em fase inicial, muitas etapas já foram publicadas em revistas científicas, então a expectativa é de que o kit de teste para celular esteja disponível em um espaço curto de tempo.

Edição: Ana Pimenta

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Direitos Humanos

Campanha contra o trabalho infantil é lançada no Rio de Janeiro

Uma campanha contra o trabalho infantil foi lançada nesta terça-feira (27) durante encontro virtual, que reuniu representantes de diversas entidades dedicadas à luta em defesa dos diretos das crianças e adolescentes.

Baixar arquivo
Segurança

Número de desaparecidos no Brasil em 2019 ultrapassou os 79 mil

Anuário Brasileiro de Segurança Pública faz o levantamento desde 2017. O número é 65% maior que o de assassinatos. No ano passado, a cada dia, 217 pessoas desapareceram no país e 130 foram assassinadas.

Baixar arquivo
Cultura

Hoje é dia de cantar parabéns pelos 85 anos de Mauricio de Sousa

Comemorando mais de oito décadas de vida, com pelo menos seis delas dedicadas às histórias em quadrinhos, ele conta qual é o maior presente que recebe sempre que anda por aí. É quando vai a feiras de livros e a maioria de seus leitores diz assim: eu aprendi a ler com a Turma da Mônica

Baixar arquivo
Geral

Tocantis confirma 8º caso da doença de mormo em equídeos

A doença de mormo ou lamparão atinge principalmente os equídeos: cavalos, burros e mulas; é causada por uma bactéria; e é contagiosa. Não existe vacina ou tratamento. O animal contaminado precisa ser sacrificado.

Baixar arquivo
Política

Mesa Diretora da Câmara pode votar hoje parecer sobre Flordelis

Segundo o parecer do corregedor da Câmara, Flordelis respondeu às 10 perguntas feitas pelo deputado, mas não apresentou provas do que disse e, por isso, o corregedor decidiu pedir o envio do caso para o Conselho de Ética e Decoro Parlamentar.

Baixar arquivo
Saúde

Vacina de Oxford produz resposta imunológica em idosos e efeitos leves

A expectativa é que, se os resultados da fase três forem favoráveis, o imunizante seja um dos primeiros a ser aprovado no mundo. O governo brasileiro já comprou 100 milhões de doses dessa vacina por meio de uma encomenda tecnológica. A ideia é começar a vacinar os grupos mais vulneráveis a partir de janeiro.

 

Baixar arquivo