Pesquisa estuda os impactos ambientais de alimentos ultraprocessados

Publicado em 09/05/2022 - 13:45 Por Eduardo Cupertino* - estagiário da Rádio Nacional - Brasília

Você sabia que para produzir um pequeno chocolate de apenas 100 gramas é necessário gastar 1,7 mil litros de água? Pois é, e esse número é o que chamamos de pegada hídrica, ou seja, é o total de água que se gasta na produção de um produto. E esses alimentos industrializados e ultraprocessados consomem ainda mais água na produção. É o que mostra um estudo feito pela Universidade de São Paulo em parceria com a Universidade Deakin, na Austrália.

A pesquisa apontou que a diferença entre uma pessoa que prioriza alimentos in natura em três refeições para a que consome uma grande quantidade de ultra processados também nas três refeições, chega a ter um gasto de 669 litros de água por dia.

A pesquisadora da USP, que participou do estudo, Josefa Garzillo, detalha a pesquisa: "Nós comparamos a dieta ao menor consumo de ultraprocessados, com aquela dieta com o maior consumo deultraprocessados. E essa diferença dá em torno de 600 litros de água a mais de uma dieta para outra."

Além de impactos ambientais, os alimentos ultraprocessados tendem a aumentar o risco de doenças crônicas, a exemplo da obesidade, doenças cardiovasculares e aumento da mortalidade.

Josefa indica a melhor forma de mudar a alimentação a fim de reduzir a agressão ambiental e evitar complicações de saúde: " Mantendo a alimentação nas refeições regulares, e consumindo alimentos in natura, frutas legumes, arroz e feijão. Mantendo aquela alimentação como a mãe e avó da gente sempre orientou."

Mas o trabalho dos pesquisadores sobre o tema ainda não terminou. Eles vão continuar estudando os impactos ambientais que os alimentos geram durante o processamento. 

É possível acessar o Guia Alimentar para a População Brasileira na Biblioteca Virtual do Ministério da Saúde com dicas sobre como ter uma alimentação com  ingredientes não processados. O endereço é bvsms.saude.gov.br.

*Com supervisão de Raquel Mariano

Edição: Raquel Mariano / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Economia

Congresso debate importância do petróleo na transição energética

A redução das emissões de carbono no setor de óleo e gás foi um dos assuntos abordados nesta quinta-feira no Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes.

Baixar arquivo
Geral

Podcast Entrevista é Nacional: a luta contra o abuso sexual infantil

A campanha Maio Laranja é um incentivo ao combate ao abuso e à exploração sexual infantil no Brasil.  A presidente do Instituto Infância Protegida, Raquel Vieira de Andrade Oliveira, fala da importância de conscientizar toda sociedade para evitar situações que colocam as crianças em risco

Baixar arquivo
Justiça

Supremo decide manter a Lei Seca com tolerância zero

O Supremo Tribunal Federal decidiu, por 10 votos a um, manter a Lei Seca do jeito que está: com tolerância zero, fiscalização rigorosa e punições exemplares. A maioria dos ministros acompanhou o entendimento do relator e presidente do STF, Luiz Fux.

Baixar arquivo
Política

Corregedoria da Câmara de SP abre processo por racismo contra vereador

A relatora foi a vereadora Elaine Mineiro, do PSOL, que recomendou a cassação de Camilo Cristófaro, sem partido.

Baixar arquivo
Geral

SP: Polícia Civil analisa novas imagens de ônibus de dupla sertaneja

No último dia 7 de maio, o ônibus tombou e matou 6 pessoas, entre elas o do cantor Aleksandro, que fazia dupla com Conrado, na altura da cidade de Miracatu, no interior de São Paulo.

Baixar arquivo
Economia

Ministério da Economia prevê inflação de 7,9% para 2022

A Secretaria de Política Econômica justificou que o aumento dos preços dos alimentos, dos combustíveis e dos serviços fez a equipe do governo revisar para cima a previsão do IPCA para 2022.

Baixar arquivo