Venda de celulares sem carregadores poderá ser questionada no Procon

Publicado em 13/05/2022 - 17:47 Por Beatriz Albuquerque - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Os aparelhos celulares estão cada vez mais caros, com muitos modelos novos todos os anos. Mas, o preço aumenta e o que os fabricantes oferecem cada vez menos acessórios. É que agora, os aparelhos estão sendo vendidos sem o carregador de energia. Essa foi a decisão das duas maiores empresas do ramo e deixou muitos consumidores no prejuízo, já que o preço do produto não diminuiu e o valor do acessório aumentou. E aí? É possível recorrer aos órgãos de defesa do consumidor nessa situação?

A Senacom - Secretaria Nacional do Consumidor - iniciou as apurações desse caso em 2020 e instaurou processo administrativo no final do ano passado. E agora, decidiu orientar os mais de 900 Procons de todo o país a abrir processos administrativos contra as empresas Apple e Samsung por deixarem de incluir carregadores de energia nos telefones móveis que comercializam.

Laura Tirelli, coordenadora-geral de Consultoria Técnica e Sanções Administrativas, da Senacom, explicou que o que foi apurado até agora é que o lucro dessas empresas aumentou muito desde o início dessa prática, mas ainda não é possível afirmar que há ações abusivas nesse sentido.

A orientação da Senacom é que os consumidores que se sentirem lesados procurem o Procon do seu estado ou até mesmo a justiça, já que existem processos judiciais em que os usuários conseguiram ser ressarcidos. O Procon de São Paulo e de Fortaleza também já aplicaram multas altíssimas às empresas que têm praticado esse tipo de venda sem os carregadores. 

Edição: Sâmia Mendes / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Economia

Congresso debate importância do petróleo na transição energética

A redução das emissões de carbono no setor de óleo e gás foi um dos assuntos abordados nesta quinta-feira no Congresso Mercado Global de Carbono – Descarbonização & Investimentos Verdes.

Baixar arquivo
Geral

Podcast Entrevista é Nacional: a luta contra o abuso sexual infantil

A campanha Maio Laranja é um incentivo ao combate ao abuso e à exploração sexual infantil no Brasil.  A presidente do Instituto Infância Protegida, Raquel Vieira de Andrade Oliveira, fala da importância de conscientizar toda sociedade para evitar situações que colocam as crianças em risco

Baixar arquivo
Justiça

Supremo decide manter a Lei Seca com tolerância zero

O Supremo Tribunal Federal decidiu, por 10 votos a um, manter a Lei Seca do jeito que está: com tolerância zero, fiscalização rigorosa e punições exemplares. A maioria dos ministros acompanhou o entendimento do relator e presidente do STF, Luiz Fux.

Baixar arquivo
Política

Corregedoria da Câmara de SP abre processo por racismo contra vereador

A relatora foi a vereadora Elaine Mineiro, do PSOL, que recomendou a cassação de Camilo Cristófaro, sem partido.

Baixar arquivo
Geral

SP: Polícia Civil analisa novas imagens de ônibus de dupla sertaneja

No último dia 7 de maio, o ônibus tombou e matou 6 pessoas, entre elas o do cantor Aleksandro, que fazia dupla com Conrado, na altura da cidade de Miracatu, no interior de São Paulo.

Baixar arquivo
Economia

Ministério da Economia prevê inflação de 7,9% para 2022

A Secretaria de Política Econômica justificou que o aumento dos preços dos alimentos, dos combustíveis e dos serviços fez a equipe do governo revisar para cima a previsão do IPCA para 2022.

Baixar arquivo