Protesto no Rio pede Diretas Já

Publicado em 04/09/2016 - 19:58 Por Tâmara Freire - Rio de Janeiro

Milhares de pessoas participaram de um ato na Zona Sul do Rio de Janeiro neste domingo (4) contra o Governo Temer e a favor da convocação de novas eleições presidenciais.

 

Os manifestantes se reuniram na Praia de Copacabana e caminharam até o Canecão, casa de espetáculos ocupada há um mês por integrantes do Movimento OcupaMinc.

 

A professora universitária Ângela Maria Dias mora em João Pessoa, na Paraíba, mas como está a passeio no Rio de Janeiro, resolveu se juntar ao grupo.


Sonora

 

Além de portar cartazes e faixas que usavam a palavra “Golpe” para descrever o processo de afastamento da Ex-Presidente Dilma Rousseff, os manifestantes entoavam palavras de ordem, como “Diretas Já, O Povo Quer Votar”.

 

A Professora aposentada Beti Rabetti também participou do protesto para denunciar o machismo que ela alega ter direcionado o impeachment de Dilma.


Sonora

 

Organizações como a Frente Povo Sem Medo participaram do protesto e aproveitaram para convocar o público para o Grito dos Excluídos, tradicional ato realizado anualmente paralelo ao desfile militar de Sete de Setembro, no Centro do Rio.O

 

Victor Guimarães, do Movimento de Trabalhadores Sem-Teto (MTST), entidade que compõe a Frente, acredita que a resistência ao governo deve crescer à medida que as pessoas perceberem retrocessos nas políticas públicas.

 

Sonora

 

A afirmação de Guimarães se refere à suspensão da linha do Programa Minha Casa Minha Vida, que repassa recursos para organizações sociais construírem e distribuírem habitações.

 

O governo anunciou que voltaria atrás na sua decisão, mas ainda não desbloqueou os recursos referentes a esta linha.

 

Durante o protesto, ainda em Copacabana, um veículo do jornal O Estado de São Paulo foi danificado: um manifestante sozinho, exaltado, chutou as duas portas do carro, do lado do motorista e mala do carro.

 

Um registro por dano ao patrimônio foi feito na 12ª Delegacia de Polícia.

 

A PM informou que não houve outros registros de violência até a dispersão do ato.

 

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Números da Covid-19 desaceleraram no país na 2ª semana de setembro

No período analisado, o Brasil teve uma queda de 30% em relação à semana anterior. Mesmo assim,  o Brasil é o terceiro em número de casos e o segundo com a maior quantidade de mortes no mundo.

Baixar arquivo
Política

Em live, Bolsonaro diz que é contra privatizar Caixa e Banco do Brasil

Presidente também comentou decisão do STF sobre decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal Marco Aurélio Mello de suspender um inquérito que apura as declarações do ex-ministro da Justiça, Sergio Moro

Baixar arquivo
Geral

Amapá registra caso de raiva bovina após 12 anos

Animal foi contaminado em fazenda de Porto Grande, a 100 quilômetros da capital Macapá

Baixar arquivo
Cultura

Festival de Gramado começa amanhã (18) em versão totalmente on line

Filmes serão transmitido pela TV e pela internet; público poderá votar na categoria júri popular por meio de aplicativo

Baixar arquivo
Política

Abertura de processo de impeachment contra Crivella é rejeitada

O pedido tem como base denúncias relacionadas à Operação Hades, deflagrada pelo Ministério Público do Estado e pela Polícia Civil, e que trata de suposto esquema envolvendo empresas contratadas pelo poder municipal, com envolvimento direto do prefeito.

Baixar arquivo
Saúde

Justiça proíbe planos de limitarem atendimento de autistas no Acre

Decisão libera sessões de psicoterapia, fonoaudiologia, terapia ocupacional e fisioterapia sem quantidade limitada

Baixar arquivo