Geraldo Alckmin deve ser novo presidente do PSDB

Política

Publicado em 27/11/2017 - 21:23 Por Samanta do Carmo - Brasília

Lideranças do PSDB se reuniram na noite desta segunda-feira no Palácio do Bandeirantes, em São Paulo, residência oficial do governador do estado, Geraldo Alckmin, para fechar um acordo sobre quem deve presidir o partido no próximo ano.

 

A legenda estava dividida, parte dos membros pede há meses a saída da base do governo Temer. A situação do então presidente, senador Aécio Neves, que foi duas vezes afastado do mandato por decisão do Judiciário, e com isso se licenciou do comando, acirrou a disputa interna.

 

Na reunião desta segunda, os candidatos à presidência do partido, senador Tasso Jereissati, do Ceará, e Marconi Perillo, governador de Goiás, abriram mão de suas candidaturas em prol da unidade da legenda e em favor de Geraldo Alckmin, nome de consenso, que deve ser confirmado na convenção nacional do partido, marcada para 9 de dezembro.

Últimas notícias
Política

Governo estuda propor PEC para reduzir preços de combustíveis

Com a mudança constitucional, o governo não seria obrigado a compensar a redução dos impostos sobre combustíveis com a elevação de outros tributos, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Baixar arquivo
Educação

Enem 2022 vai ocorrer dias 13 e 20 de novembro

As provas do Enem 2022 - o Exame Nacional do Ensino Médio - devem acontecer nos dias 13 e 20 de novembro.

Baixar arquivo
Economia

Paulo Guedes diz que PIB deve crescer em 2022

A declaração do ministro foi feita durante a participação dele no Fórum Econômico Mundial, que acontece em Genebra, na Suíça, no painel sobre as Perspectivas Econômicas Globais.

Baixar arquivo
Esportes

Desafio do técnico do Corinthians é armar meio-campo

Sylvinho descarta Paulinho como 1º volante e vê pressão como natural. Técnico do Corinthians crê que protagonistas do time podem atuar juntos.

Baixar arquivo
Política

Olinda Bolsonaro, mãe do presidente da República, morre aos 94 anos

Após a morte da mãe, na madrugada desta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou compromissos em viagem à Guiana – país que faz fronteira com a região Norte do Brasil – e retornou ao país.

Baixar arquivo
Geral

Covid: Na Bahia servidores são afastados por não comprovarem vacinação

O governo da Bahia publicou no Diário Oficial as portarias que orientam o afastamento temporário de 283 servidores de 13 órgãos e secretarias do estado, por não comprovarem a vacinação contra a covid-19.

Baixar arquivo