Eduardo Paes afirma não conhecer esquema de compra de votos para Rio sediar Olimpíadas

Olimpíadas 2016

Publicado em 20/06/2018 - 08:10 Por Fabiana Sampaio - Rio de Janeiro

O ex-prefeito do Rio de Janeiro Eduardo Paes negou ter qualquer conhecimento sobre compra de votos para que o Rio fosse escolhido sede dos Jogos Olímpicos de 2016.

 

Ele foi ouvido nessa terça-feira (19), na operação Unfair Play, pelo juiz Marcelo Bretas, da Lava Jato, como testemunha de defesa do ex-governador Sérgio Cabral e de Carlos Arthur Nuzman, ex-presidente do Comitê Olímpico Brasileiro.

 

A operação investiga suposto esquema de suborno a membros do Comitê Olímpico Internacional (COI) no processo de escolha da capital fluminense como cidade olímpica.

 

O ex-prefeito afirmou que participou de uma parte importante da campanha, a do último ano da candidatura do Rio, em 2009, quando assumiu o mandato, e que nunca ouviu nada a respeito e nem via possibilidade de haver conversas de conteúdo não diplomático.

 

Paes disse ter participado de algumas reuniões, que esteve com todos os eleitores do COI, mais de cem, e que o processo é muito mais amplo e aberto do que o da Fifa para a Copa do Mundo.

 

Ele afirmou que o grande argumento da campanha era geopolítico, da América Latina nunca ter tido uma Olimpíada, e de ser uma oportunidade para o COI de transformação da cidade-sede, já que as outras concorrentes, Chicago, Madri e Tóquio, ja tinham tudo.

 

O ex-prefeito ressaltou ainda que existia, na época, um projeto de país e que o Brasil vivia um bom momento, com crescimento econômico e a projeção internacional do ex-presidente Lula, o que ajudou a campanha.

 

Sobre Carlos Arthur Nuzman, Paes afirmou que sempre teve uma relação um pouco conflitante com o ex-dirigente, mas destacou que ele foi o protagonista de todo o processo.

 

Apesar de ter sido ouvido na condição de testemunha, Paes foi questionado pelo juiz Bretas se teria recebido vantagens das empresas que participaram das Olimpíadas, o que também negou. O ex-prefeito disse ainda que tinha uma relação institucional com o ex-governador Cabral e que trabalhou muito não apenas com ele, mas com vários outros políticos.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Esportes

Atlético-MG recebe São Paulo neste domingo no Mineirão

Atlético-MG e São Paulo precisam concentrar forças para o Campeonato Brasileiro. Galo e Tricolor passaram por dificuldades nas duas primeiras rodadas e perderam pontos que podem ser preciosos no fim da competição.

Baixar arquivo
Geral

Ministério de Direitos Humanos lança campanha contra trabalho infantil

12 de junho é o Dia Internacional e Nacional de Combate ao Trabalho Infantil. No Brasil, é ilegal qualquer tipo de trabalho realizado por crianças ou adolescentes com menos de 16 anos, independentemente da finalidade ou remuneração.

Baixar arquivo
Geral

Criminoso mais procurado do Rio é morto em ação da Polícia Civil

A Polícia Civil do Rio de Janeiro capturou neste sábado (12) Wellington da Silva Braga, conhecido como Ecko, chefe da maior milícia em atividade do

Baixar arquivo
Esportes

Seleção venezuelana confirma 12 casos positivos para covid-19

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal informou que foi notificada pela Confederação Sul-americana de Futebol, a Conmebol, nessa sexta-feira (12), de que 12 integrantes da seleção venezuelana de futebol, entre

Baixar arquivo
Geral

Queiroga diz que todos os brasileiros devem ser vacinados este ano

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, assegurou neste sábado (12), que todos os brasileiros com mais de 18 anos deverão estar vacinados contra a covid-19 até o final deste ano.

Baixar arquivo
Geral

Cristo Redentor é iluminado de vermelho contra trabalho infantil

O monumento ao Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, vai ser iluminado com a cor vermelha a partir das 18 horas deste sábado (12).

Baixar arquivo