Bolsonaro pede ajuda a parlamentares; Eunício diz que governo terá trabalho mais fácil no Congresso

No Congresso

Publicado em 01/01/2019 - 18:59 Por Graziele Bezerra - Brasília

Jair Bolsonaro entrou no plenário da Câmara dos Deputados sob aplausos e gritos emocionados, e na mira dos celulares dos parlamentares e dos convidados, que fizeram questão de registrar todos os momentos da cerimônia de posse.

 

Na hora do discurso, que estava redigido, ele precisou da ajuda de óculos. Saudou os presentes, a esposa, Michelle Bolsonaro, e agradeceu a Deus por estar vivo. E lembrou também do trabalho dos médicos que o atenderam quando ele sofreu a facada, durante ato de campanha, em setembro do ano passado.

 

Prometendo austeridade, Bolsonaro falou sobre a postura que pretende adotar na economia.

 

Sonora: "Na economia traremos a marca da confiança, do livre mercado e da eficiência. Confiança de que o governo não gastará mais do que arrecada e que os contratos serão respeitados. Realizaremos reformas estruturantes, transformando o cenário econômico e abrindo novas oportunidades".

 

E, dirigindo-se aos parlamentares, Bolsonaro pediu ajuda para reestruturar o Brasil.

 

Sonora: "Aproveito este momento solene e convoco cada um dos congressistas pra me ajudarem na missão de reerguer nossa pátria, libertando-a do jugo da corrupção, da criminalidade, da irresponsabilidade econômica e da submissão ideológica."

 

O presidente do Congresso, senador Eunício Oliveira, reagiu e afirmou que o governo de Bolsonaro vai ser mais fácil porque o Congresso aprovou reformas importantes.

 

Sonora: "Aqui, neste Congresso, não houve pauta bomba, nem deixou-se qualquer herança maldita. Houve, sim, muito trabalho para avançar na pauta que era necessária ao Brasil. Destaco as iniciativas na área da segurança pública e da microeconomia, que, conforme ressaltei neste mesmo plenário, há 11 meses, foi a tônica do ano legislativo 2018, como foi feito um destaque. Na campanha de Vossa Excelência e é um reclame urgente de toda a população brasileira."

 

Eunício disse, ainda, que política é a arte de construir consensos e não será com autoritarismo que se conseguirá o apoio do Congresso Nacional.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Covid: grávidas e puérperas em Pernambuco receberão 2ª dose da Pfizer

A recomendação partiu do Ministério da Saúde e foi confirmada pelo Comitê Técnico para Vacinação do estado.

Baixar arquivo
Saúde

Pfizer deve entregar 2 milhões de vacinas nesta semana

Ontem mais 1 milhão de doses chegaram no aeroporto de Campinas, em São Paulo. Com esse lote, a farmacêutica já entregou ao Plano Nacional de Vacinação (PNI) mais de 24 milhões das 200 milhões de doses.

Baixar arquivo
Geral

Massa de ar frio pode provocar até registro de neve no país

Apenas a região Nordeste não está na rota da massa de ar frio. Frente fria vai despencar as temperaturas em grande parte do país, provocando chuvas, geadas, temperaturas negativas e até um possível registro de neve.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Projeto Baleia Jubarte protege animais e promove turismo na Bahia

De julho a novembro, as baleias jubarte podem ser vistas no litoral da Bahia. Chegam para a reprodução.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: Prefeitura do Rio retoma vacinação da primeira dose

Aplicação da vacina estava suspensa desde a última sexta-feira por falta de estoques.

Baixar arquivo