Em posse de ministros, Bolsonaro diz que "sonho" de Ramagem na PF continua

Posse dos novos ministros

Publicado em 29/04/2020 - 20:22 Por Renata Martins - Brasília

Os novos ministros da Justiça e Segurança Pública e da Advocacia-Geral da União tomaram posse nessa quarta-feira, no Palácio do Planalto, em Brasília.


Aos 43 anos, o procurador da Fazenda Nacional José Levi Mello assume a AGU afirmando que a advocacia pública precisa ser proativa, atuando da consulta à implementação das políticas públicas, sempre respeitando a Constituição. O novo advogado-geral usou as medidas provisórias como exemplo.


José Levi Mello assume a AGU no lugar de André Mendonça, escolhido por Bolsonaro para substituir Sergio Moro no Ministério da Justiça e Segurança Pública.


O novo ministro da Segurança Pública se comprometeu com quatro questões – uma delas é o combate à criminalidade.


Outro compromisso assumido pelo novo ministro da Justiça foi com a valorização dos agentes de segurança.


André Mendonça afirmou que pretende trabalhar de forma integrada com estados e municípios. Disse ainda que terá uma atuação técnica, imparcial e sempre disposta a prestar contas.


O presidente Jair Bolsonaro disse que confia nos novos ministros.


Diante dos presidentes do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, do Superior Tribunal de Justiça, João Otávio de Noronha, e do ministro Gilmar Mendes, Bolsonaro disse respeitar o poder Judiciário.


Contudo, criticou a decisão do ministro Alexandre de Moraes de revogar a posse do indicado por ele para diretor-geral da Polícia Federal.


Na decisão liminar, o ministro Alexandre de Moraes considerou possível desvio de finalidade e de inobservância dos princípios constitucionais da impessoalidade, da moralidade e do interesse público.

Últimas notícias
Economia

Setor de serviços cresce 0,7% na passagem de maio para junho, diz IBGE

Com isso, se encontra 7,5% acima do nível pré-pandemia, de fevereiro de 2020, mas ainda 3,2% abaixo do ponto mais alto, conquistado em novembro de 2014.

Baixar arquivo
Saúde

Ingerir álcool durante a gravidez pode causar síndrome alcoólica fetal

Mesmo que seja baixa a quantidade de álcool ingerida pela futura mãe, ainda existe o risco da doença,  que pode trazer consequências gravíssimas para o feto e recém-nascidos.

Baixar arquivo
Economia

Quase metade dos brasileiros fazem "bicos" para ampliar renda

Pesquisa aponta que quase q metade dos brasileiros com 16 anos de idade ou mais precisaram fazer atividades extras nos últimos 12 meses para complementar sua renda.

Baixar arquivo
Saúde

Maranhão registra primeiro caso de varíola dos macacos

O paciente, um homem de 42 anos, com comorbidades, está internado com quadro clínico estável.

Baixar arquivo
Economia

IBGE prevê safra recorde de 263,4 milhões de toneladas em 2022

O Brasil deve produzir, em julho, 263 milhões e 400 mil toneladas de cereais, leguminosas e oleaginosas. Um recorde! A estimativa está no Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgado nesta quinta-feira pelo IBGE.

Baixar arquivo