Sem acordo, senadores deixam votação de "orçamento de guerra" para a próxima semana

Sem acordo

Publicado em 06/04/2020 - 23:03 Por Kariane Costa - Brasília

Após reunião de líderes partidários, senadores deixaram para a semana que vem a votação da proposta de emenda à Constituição apelidada de Orçamento de Guerra, já aprovada pela Câmara.


O objetivo da PEC é dividir o orçamento do governo em dois. Uma parte seria destinada ao enfrentamento do coronavírus, que ficaria submetida a um regime jurídico diferenciado, com regras e orçamento exclusivos para o enfrentamento à Covid-19. Já outras obrigações do governo continuariam regidas pela LDO [Lei de Diretrizes Orçamentárias].


De acordo com líder do Podemos, senador Álvaro Dias, não houve acordo para que a proposta fosse votada nesta terça.


Os parlamentares decidiram incluir na pauta do Senado desta terça-feira o Programa Nacional de Apoio às Microempresas.


Já na pauta da Câmara, o projeto aprovado pelos senadores que amplia o auxílio emergencial de R$ 600 para mais de 30 categorias, ainda não está na pauta. Em vez disso, serão analisados nesta terça projetos da área fiscal.


Até o momento, o Congresso já aprovou diversas propostas em votações remotas, entre elas o reconhecimento de calamidade pública diante da pandemia de coronavírus, a norma que autoriza o isolamento social e o auxílio emergencial de R$ 600 para trabalhadores informais.


Ainda existem projetos na Câmara e no Senado relacionados à Covid-19, como o que  suspende a cobrança de empréstimo consignado durante a pandemia, o que libera o FGTS, e até um que  prevê pagamento do seguro-desemprego por até dez meses.


Já aguardando sanção presidencial está a proposta que libera recursos parados em contas de estados e municípios, alterações na LDO e a proposta que determina distribuição de merenda escolar às famílias dos estudantes que tiveram suspensas as aulas na rede pública.

Últimas notícias
Cultura

Rádio Nacional do RJ pode ser declarada Patrimônio Imaterial do Estado

A Rádio Nacional do Rio de Janeiro poderá ser declarada Patrimônio Histórico e Cultural Imaterial do Estado. Um projeto de lei, de autoria dos deputados estaduais Mônica Francisco, do PSOL, e Waldeck Carneiro, do PSB, foi aprovado na Assembleia Legislativa.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

SP usa pela primeira vez a queima controlada para prevenir incêndios

A experiência está acontecendo na Estação Ecológica Jataí na cidade de Luís Antônio, no interior de São Paulo.

Baixar arquivo
Política

Câmara dos Deputados elege novos membros da mesa diretora

O deputado Lincoln Portela, do PL de Minas Gerais, foi eleito nessa quarta-feira para o cargo de vice-presidente da Câmara dos Deputados.

Baixar arquivo
Saúde

Centro-oeste tem aumento de 165% dos casos de dengue

Os casos de dengue vêm crescendo no país. O centro-oeste lidera com mais de 855 mil casos prováveis da doença transmitida pelo Aedes Aegypti, segundo o Ministério da Saúde.

Baixar arquivo
Saúde

Pesquisa alerta para publicidade ilegal de fórmulas infantis

Seis em cada dez farmácias e supermercados brasileiros infringem a legislação que regula o marketing de produtos que podem prejudicar a amamentação, diz pesquisa do Observa Infância.

Baixar arquivo
Saúde

Podcast Entrevista é Nacional: Maio Roxo e as doenças intestinais

A campanha Maio Roxo conscientiza a população sobre as doenças inflamatórias intestinais . O médico Idblan Carvalho detalha os sintomas, o caminho até o diagnóstico e o tratamento das doenças de Crohn e da retocolite.

Baixar arquivo