Sob divergências em relação à votação virtual, senadores aprovam PEC do Orçamento de Guerra

Liberdade de gastos

Publicado em 17/04/2020 - 16:59 Por Kariane Costa - Brasília

Os senadores aprovaram nesta sexta-feira (17), em segundo turno, a chamada PEC do Orçamento de Guerra. A proposta de emenda à Constituição cria um orçamento exclusivo, para que o governo invista nas ações de combate ao novo coronavírus. A matéria também dá mais poderes ao Banco Central para que atue no mercado financeiro.

 

Na prática, a PEC do orçamento de guerra simplifica contratações de pessoal temporário e serviços. Além de  permitir, durante o período de calamidade pública, aprovado até 31 de dezembro,  que a União descumpra a chamada “Regra de Ouro”.

 

Ou seja, para pagar despesas de salários, por exemplo,  durante a pandemia,  o governo pode se endividar  sem ser acusado de crime de responsabilidade.

 

A matéria não foi consenso entre os senadores, 63  votaram a favor  e  15 contrários. Entre as críticas levantadas é que por ser uma PEC não deveria ser votada virtualmente e também que o governo já possui os instrumentos legais para enfrentar a pandemia. O líder do Republicanos, senador Mecias de Jesus,  defendeu, ainda, que  a proposta atende a banqueiros.

 

A PEC do Orçamento de Guerra autoriza o Banco Central a compra e venda de títulos do Tesouro Nacional em mercados secundários e a negociação de títulos privados desse mercado, além da compra de dívidas das empresas.

 

Pela proposta, o Banco Central deverá dar preferência à compra de títulos emitidos por micro, pequenas e médias empresas. Os benefícios de crédito tributário ficam condicionados ao compromisso das empresas em não demitir empregados.

 

Já a ala favorável defende que o texto dá mais segurança jurídica ao governo e investidores. O relator, senador Antonio Anastasia, do PSD, acatou 27 das 61 emendas apresentadas pelos colegas.

 

O Banco Central deve publicar diariamente as operações realizadas e prestar contas ao Congresso Nacional a cada 30 dias. Como o texto veio da Câmara, ele volta para uma nova análise dos deputados. Se aprovado, vai para sanção presidencial.
 

Últimas notícias
Saúde

Queijo com probiótico da UFMG pode ajudar com doença no intestino

Os benefícios foram comprovados em experimentos com camundongos. Agora, os pesquisadores precisam de financiamento para realizar testes com humanos. Queijo tem potencial para melhorar qualidade de vida de pessoas que têm colite ulcerativa.

Baixar arquivo
Justiça

MPF abre novo procedimento após morte de cidadão em abordagem da PRF

Imagens veiculadas na internet mostram a vítima presa dentro de uma viatura esfumaçada. O IML de Sergipe identificou de forma preliminar que a vítima teve como causa da morte insuficiência aguda secundária a asfixia.

Baixar arquivo
Geral

Chuvas em AL: Governo reconhece situação de emergência em 9 municípios

O governo federal reconheceu a situação de emergência em nove municípios de Alagoas por causa das fortes chuvas que atingem o estado. Outras duas cidades estão com processo de reconhecimento federal em andamento. 

Baixar arquivo
Justiça

Chacina de Unaí: ex-prefeito é condenado a 64 anos de prisão

O Tribunal do Júri Federal condenou nesta sexta-feira o produtor rural e ex-prefeito Antério Mânica no caso do assassinato de três auditores fiscais e do motorista, em 2004, em Unaí (MG).

Baixar arquivo
Saúde

RJ: Casos de dengue aumentam 177% nos cinco primeiros meses deste ano

A capital fluminense concentra a maioria dos registros da doença, mas as regiões Noroeste e Norte apresentam alta transmissão, de acordo a Secretaria de Estado de Saúde.

Baixar arquivo
Economia

Ministério de Minas e Energia diz que estoque de diesel dura 38 dias

Se a importação desse combustível fosse suspensa, seria possível atender à demanda durante 38 dias, com esses estoques e a produção nacional.

Baixar arquivo