Projeto que autoriza privatização do saneamento aguarda sanção presidencial

Privatização

Publicado em 25/06/2020 - 16:38 Por Dayana Vítor - Brasília

Cerca de 35 milhões de brasileiros não têm acesso à água tratada e 100 milhões não possuem coleta de esgoto; mas essas realidades poderão mudar com o novo marco legal do saneamento. O texto aprovado nessa quarta-feira (24) pelo Senado seguirá agora para a sanção do presidente Jair Bolsonaro. Assim que virar lei, ele estabelece que os serviços de abastecimento de água e tratamento de esgotos deverão ser universalizados até 2033.


A expectativa do Ministério da Economia, com os investimentos do setor privado, é que projeto atraia mais de R$ 700 bilhões em investimentos; e gere 700 mil empregos, nos próximos 14 anos. Hoje, a maioria das empresas que atua no setor é pública.


Assim que a lei entrar em vigor, a ANA (Agência Nacional de Águas) será responsável por regular o setor. Processos de licitações poderão ser abertos para a prestação de serviços de saneamento. Companhias públicas e privadas poderão concorrer. O presidente da Associação das Empresas de Saneamento Básico, Marcus Vinícius, opina que a tendência é de continuidade de empresas públicas no setor.

 

Apesar de as empresas públicas terem a opção de continuar na prestação dos serviços, os processos de venda dessas companhias poderão ser concretizados com a sanção do Marco do Saneamento. O secretário-executivo da Associação Nacional dos Serviços Municipais de Saneamento, Francisco Lopes, se diz preocupado em como essas empresas irão se manter. Mas os empresários estão otimistas com o marco do saneamento, segundo a diretora de Relações Institucionais da CNI (Confederação Nacional da Indústria), Mônica Messenberg.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Vacinados ainda podem ser infectados pelo coronavírus

De acordo com especialistas, a imunização evita casos graves da doença, mas não impede que a pessoa seja reinfectada - e transmita o vírus. Para evitar o contágio, vacinação deve ser combinada com distanciamento social e uso de máscara.

Baixar arquivo
Política

Senado: Cronograma para CPI da Covid será apresentado na segunda

O presidente do Senado, Rodrigo Pacheco, disse que na próxima segunda-feira, vai apresentar o cronograma e os procedimentos para a instalação da CPI da Covid-19.

Na primeira reunião serão escolhidos por meio de votação o presidente e o vice-presidente da Comissão.

Baixar arquivo
Política

Joaquim Silva e Luna é aprovado para a presidência da Petrobras

O general foi aprovado em reunião do Conselho de Administração da estatal realizada nesta sexta-feira (16). Também foram nomeados os sete integrantes da Diretoria Executiva da estatal. Três deles foram reconduzidos ao cargo.

Baixar arquivo
Saúde

Anvisa chega neste sábado a Moscou para vistoriar fábrica da Sputnik V

Conclusões vão subsidiar decisão sobre uso da vacina no Brasil. Anvisa faz busca ativa das informações, já que 40% dos documentos que devem ser entregues pelos fabricantes estão incompletos ou não chegaram a ser apresentados.

Baixar arquivo
Saúde

SP: Crianças e gestantes foram vacinadas contra covid por engano

 Ao todo, 51 pessoas foram vacinadas contra a covid-19 por engano no estado de São Paulo. Eram pessoas que deveriam tomar a vacina contra a gripe e acabaram recebendo doses da Coronavac.

Baixar arquivo
Geral

SP libera comércio e cultos religiosos em nova fase de transição

Medidas restritivas anunciadas ficam entre a atual fase vermelha do Plano São Paulo e a laranja, que adota restrições ainda mais brandas. As regras valem a partir de domingo (18).

Baixar arquivo