Eleições 2020: TSE tem 34.012 candidaturas registradas até o momento

São 3.124 pedidos para prefeito e vice-prefeito; 30.888 para vereador

Publicado em sexta-feira, 18 Setembro, 2020 - 12:08 Por Maíra Heinen - Brasília

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) já registrou, até as 8h desta sexta-feira, 34.012 candidaturas para as eleições municipais deste ano. São, até o momento, 1.561 candidaturas para prefeito; 1.563 para vice-prefeito; e 30.888 para o cargo de vereador.

O prazo para apresentar os pedidos de candidatura segue até o dia 26 de setembro, às 19h. Ao todo 33 partidos disputam vagas em cargos majoritários ou nas Câmaras de Vereadores.

Até o momento, o estado com a maior quantidade de registros de candidatos ao cargo de prefeito é Minas Gerais, com 241; seguido pelo Rio Grande do Sul, com 198; Bahia, com 126; Goiás, com 51 e Pará, com 44 registros.

Já o partido com a maior quantidade de pedidos de candidatura para todos os cargos é o PP, com 2.660 candidatos; seguido pelo MDB, com 2.599; e pelo PSD, com 2.426 candidatos.

Em 2020, o perfil de candidato que representa as candidaturas registradas até agora é de homem branco, com idade em torno de 42 anos. Isso porque a maioria dos candidatos, 67%, é do sexo masculino. Apenas 33% das candidaturas registradas até o momento são de mulheres.

Em relação à idade, a maioria dos candidatos está na faixa entre 40 e 44 anos.

Mais da metade, 53,47%, se declararam brancos. Pardos representam 34,44% das candidaturas; e 9,86% se declararam pretos. Apenas 0,42% dos candidatos se declarou indígena.

De acordo com o TSE, neste ano, há algumas novidades no sistema de candidaturas, como a sincronização dos dados com a Justiça Eleitoral à medida que são salvos.

Os partidos também podem fazer a transmissão via internet das atas das convenções partidárias, além da possibilidade de transmissão, pela internet, de pedido de registro de candidatura até as 8h do dia 26 de setembro; e a disponibilização de uma versão do sistema para treinamento.

 

 

Edição: Lana Cristina

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Polícia Federal vai investigar incêndio no Hospital de Bonsucesso

O incêndio começou pouco antes da 10h e várias guarnições do Corpo de Bombeiros foram acionadas. Cerca de 90 bombeiros de diversas unidades atuaram para conter as chamas que, segundo a corporação, começaram no almoxarifado do Prédio 1 do complexo hospitalar.

Baixar arquivo
Segurança

Cidade do Maranhão fica sem policiais civis durante a pandemia

Arari tem cerca de 30 mil habitantes e fica a 168 quilômetros da capital São Luís. Todos os três investigadores lotados no município estão afastados do trabalho por serem do grupo de risco. O único escrivão da cidade trabalha em regime de plantão, dois dias por semana

Baixar arquivo
Educação

Aulas presenciais na rede pública do Pará só voltam no ano que vem

Decisão foi comunicada nesta terça-feira (27) pelo governador do estado, Helder Barbalho

Baixar arquivo
Política

Votações da Câmara ficam para novembro

Ficou pra novembro a próxima sessão da Câmara. O motivo: os deputados não registraram presença e a pauta de votações foi suspensa.

Baixar arquivo
Saúde

Decreto com restrições de isolamento é prorrogado no Amazonas

Com o aumento de casos da Covid-19 no estado foi prorrogado, por 30 dias, o decreto que restringe, no âmbito estadual, o acesso às áreas de praias para recreação e o funcionamento de balneários, flutuantes e de bares. As medidas foram decididas nesta terça-feira (27) pelo Comitê de Enfrentamento da Covid-19 do Amazonas, que considerou dados da Fundação de Vigilância em Saúde.

Baixar arquivo
Segurança

Estudo aponta ligação de milícias com Executivo e Legislativo do RJ

A nota técnica "Controle Territorial Armado no Rio de Janeiro", da Rede Fluminense de Pesquisas Sobre Violência, Segurança Pública e Direitos Humanos, é fruto de um ano de debates entre pesquisadores, policiais, promotores, jornalistas, ativistas e especialistas em dados

Baixar arquivo