Desmatamento está ligado ao crime organizado, diz André Mendonça

O ministro esteve ao lado de Bolsonaro em live nessa quinta-feira

Publicado em 20/11/2020 - 08:50 Por Graziele Bezerra - Brasília

O desmatamento ilegal está ligado ao crime organizado no Brasil, na opinião do ministro da Justiça André Mendonça. Ele falou sobre o assunto em uma transmissão, ao vivo, pelas redes sociais do presidente Jair Bolsonaro, nessa quinta-feira (19).

Sonora: ''Se não houver regularização fundiária nós estaremos sempre atrasados e sem conseguir responsabilizar os verdadeiros criminosos, porque a regularização é quem vai poder identificar o CPF do responsável.''

Em maio, perdeu a validade uma Medida Provisória com novos critérios para a regularização fundiária de imóveis ocupados, da União e do Incra. O presidente Jair Bolsonaro cobra que o assunto seja novamente colocado em pauta.

Sonora: ''Mas quem está na ilegalidade não interessa essa legalização. Quem tá importando de forma ilegal também não interessa. O que a gente precisava já que a MP caducou é que ela fosse colocada em pauta, pelo menos isso.''

Segundo o ministro da Justiça, existe um departamento dentro do ministério especializado em identificar crimes ambientais, sobretudo aquele praticados por estrangeiros ou que tenham patrimônio no exterior.

Em casos de venda de produto brasileiro extraído irregularmente da natureza, existem procedimentos de rotina de busca e repatriação de bens e valores dos prejuízos causados ao Brasil.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Cultura

Academia Brasileira de Letras expõe seu acervo de arte na internet

A coleção de pintura conta com exemplares de nomes como Portinari, Dimitri Ismailovitch e Rodrigo Soares. Já a coleção de escultura tem obras de Rodolfo Bernardelli, Bruno Giorgi e Celso Antônio de Menezes.

Baixar arquivo
Economia

Governo propõe salário mínimo de R$ 1.147 para 2022

Novo valor prevê reposição da inflação medida pelo IPCA, sem aumento real. O salário mínimo é um dos dados que compõem o Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para o ano que vem, apresentado nesta quinta-feira pelo Ministério da Economia.

Baixar arquivo
Política

Câmara aprova projeto que aumenta as penas por maus-tratos e abandono

Os deputados aprovaram, nesta quinta-feira, um projeto de lei que aumenta as penas para quem for condenado por abandono de incapaz e maus-tratos de crianças, idosos e pessoas com deficiência.

Baixar arquivo
Economia

Início do saque em dinheiro do novo auxílio emergencial é antecipado

A primeira retirada do benefício, que estava prevista para 4 de maio, agora será no dia 30 de abril. Detalhes do novo calendário serão anunciados nesta sexta-feira (15), dia em que também começa o pagamento do auxílio para quem recebe Bolsa Família.

Baixar arquivo
Economia

Banco Central divulga lista de instituições com mais reclamações

O Banco Pan está no topo da lista de instituições bancária com mais reclamações de clientes no primeiro trimestre deste ano, conforme o ranking divulgado nesta quinta-feira pelo Banco Central. Na sequência aparecem os bancos Inter, Caixa Econômica Federal, Santander e Bradesco.

Baixar arquivo
Política

Pacheco oficializa nomes de integrantes da CPI da Covid-19

Como determina o regimento, o senador com mais idade do colegiado, neste caso Otto Alencar, do PSD, é quem preside e faz a convocação da primeira reunião. A expectativa é que ela seja agendada para próxima semana, na quinta-feira.

Baixar arquivo