Governo entrega à Câmara projeto da privatização dos Correios

Ideia é que o setor tenha investimento privado por meio de concessão

Publicado em 25/02/2021 - 13:03 Por Maíra Heinen - Brasília

O presidente Jair Bolsonaro entregou, na Câmara dos Deputados, o projeto de lei que possibilita a privatização dos Correios. O projeto vai permitir que os serviços postais, exercidos atualmente em regime de monopólio, sejam realizados pela iniciativa privada.

É o chamado Marco Regulatório para o setor postal, que estabelece a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) como agência reguladora dos serviços postais. A iniciativa também prevê que a prestação do serviço postal universal pela União seja feita por meio de contratos de concessão.

Para o governo, a proposta deve aumentar a qualidade dos serviços postais, ampliando o investimento privado no setor. Ainda de acordo com o Palácio do Planalto, serão realizados estudos para a definição do melhor modelo de desestatização, que pode ser, por exemplo, a venda direta, a venda do controle majoritário ou de apenas parte da empresa.

Justificando a medida, o Ministério das Comunicações argumenta que a transformação digital do setor postal no Brasil e no mundo demanda investimentos elevados por parte dos Correios. Segundo a pasta, os esforços empreendidos não têm sido suficientes para que a empresa se atualize na velocidade requerida.

Pelas redes sociais, o presidente Jair Bolsonaro disse que o Brasil "segue firme no caminho da liberdade econômica".

Já o presidente da Câmara, Arthur Lira, afirmou que haverá uma discussão do projeto e a decisão será coletiva dos congressistas.

 

 

Últimas notícias
Geral

Ministro de Minas e Energia descarta risco de apagão no país

Bento Albuquerque disse que o país atravessa a pior crise hídrica dos últimos 90 anos, com falta de chuvas nos principais reservatórios, mas setor elétrico soube trabalhar para superar o problema.

Baixar arquivo
Saúde

Cidades de São Paulo cancelam carnaval de 2022

São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e Santo André decidiram cancelar o carnaval do ano que vem com receio do aumento de casos da variante Ômicron. 

Baixar arquivo
Economia

Fecomércio lamenta cancelamento do Réveillon no Rio de Janeiro

O presidente da Fecomércio reconheceu a importância do evento para setores fundamentais da economia, mas admitiu os riscos que a nova variante do coronavírus representariam em uma celebração desse porte.

Baixar arquivo
Saúde

Festa de Réveillon em Copacabana, no Rio de Janeiro, é cancelada

O fator predominante para cancelar o evento é o risco que representaria, diante do avanço em vários países da nova variante do coronavírus. A Ômicron já tem casos confirmados também no Brasil, por enquanto em pessoas que chegaram do exterior.

Baixar arquivo
Cultura

Bienal do Livro festeja reencontro de autores e público

Este ano, a festa literária faz homenagem a Zuenir Ventura. Na programação do fim de semana, debates sobre juventude, poesia, sustentabilidade, cultura geek e pop, saúde mental, e tendências do mercado literário.

Baixar arquivo
Cultura

Orquestra Maré do Amanhã se apresenta no Jardim Botânico

Criado em agosto de 2010, o projeto Orquestra Maré do Amanhã leva música clássica a crianças e adolescentes, moradores do Complexo de Favelas, considerado um dos maiores da zona norte carioca. 

Baixar arquivo