Na CPI, Nise Yamaguchi nega autoria de minuta sobre bula da cloroquina

Publicado em 01/06/2021 - 15:10 Por Maíra Heinen - Rádio Nacional - Brasília

Defensora do chamado tratamento precoce contra a covid-19, a médica Nise Yamaguchi depôs nesta terça-feira (01) à CPI da Pandemia no Senado Federal. Ela reforçou sua indicação de medicamentos como cloroquina, hidroxicloroquina e ivermectina para o tratamento da covid-19.

Segundo ela, não se pode impedir que médicos prescrevam medicações que segundo ela tem eficácia.

A médica oncologista e imunologista se disse colaboradora eventual do governo federal, mas ressaltou desconhecer a existência de um gabinete paralelo de aconselhamento do presidente da república.

Durante a sessão, foram apresentados vídeos com trechos de falas da médica sobre diversos assuntos relacionados à pandemia. Em um dos vídeos, Nise Yamaguchi afirmava que, com a utilização de medicamentos em um tratamento precoce, não seria necessário vacinar toda a população de forma aleatória.

Após o vídeo, o senador Omar Aziz, presidente da Comissão, reforçou a importância da vacinação para todos e se dirigiu aos que assistiam à CPI para que não seguissem o dizia a médica no vídeo.

Nise, no entanto, disse ser atualmente a favor da vacinação e de protocolos de proteção como utilização de máscaras e distanciamento.

A médica negou ser autora de uma minuta de decreto apresentada em uma reunião para a mudança da bula da cloroquina. Essa reunião foi citada tanto pelo ex-ministro da saúde Luiz Henrique Mandetta quanto pelo presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres. A médica disse ainda que a minuta apresentada nessa reunião não tratava sobre mudança de bula.

 

No início da sessão, a possibilidade de realização da Copa América no país foi debatida pelos senadores. Eles questionaram a realização do evento internacional num momento em que o país ainda tem alto número de mortes e com processo de vacinação lento.

Edição: Paula Ribeiro / L Pedrosa

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Política

Projeto que autoriza privatização dos Correios é aprovado na Câmara

O parecer do relator, deputado Gil Cutrim, do Republicanos, prevê  que  após o leilão, a estatal será transformada em uma empresa de economia mista, que passará a ser chamada de Correios do Brasil. E a  Anatel passa a regulamentar os serviços postais.

Baixar arquivo
Política

Lei de combate à violência política contra a mulher é sancionada

Uso indevido pelos partidos de nomes de mulheres apenas para o preenchimento da cota de 30% e o desvio dos recursos destinados ao financiamento das campanhas femininas estão entre os principais casos de violência política contra a mulher no Brasil.

Baixar arquivo
Segurança

Operação Shark desarticula grupo que aplicava golpes em empréstimos

Uma ação conjunta das polícias civis do Distrito Federal e do Rio de Janeiro desarticulou nesta quinta-feira um grupo especializado em aplicar golpes de empréstimos de dinheiro. Além do Rio e do DF, os criminosos atuavam nos estados de São Paulo e Pernambuco.

Baixar arquivo
Saúde

41 pessoas recebem medalhas do Mérito Médico e Mérito Oswaldo Cruz

As medalhas de ouro foram entregues a 15 ministros do governo, além dos presidentes da Câmara, Arthur Lira e do Senado, Rodrigo Pacheco

Baixar arquivo
Economia

Dia dos Pais: 32% dos brasileiros devem dar presentes aponta pesquisa

Domingo é Dia dos Pais. E pesquisa da Associação Comercial de São Paulo aponta que apenas 32% dos brasileiros planejam comprar um presente para celebrar a data. A pesquisa nacional mostra ainda que 19% dos consumidores ouvidos ainda estão indecisos.

Baixar arquivo