Comitiva brasileira que estava nos EUA cumprirá quarentena de 14 dias

Ministro Marcelo Queiroga continua com covid em Nova York e passa bem

Publicado em 22/09/2021 - 15:39 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Todos os membros da comitiva presidencial que esteve na ONU, em Nova Iorque, devem cumprir quarentena, no Brasil. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, continua nos Estados Unidos, cumprindo o protocolo de isolamento, depois que foi testado positivo para covid-19. Os demais membros da comitiva, que desembarcou no Brasil, devem fazer isolamento de 14 dias, por segurança sanitária, já que tiveram contato com o ministro.

Essa é a recomendação da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que enviou um ofício à Casa Civil da Presidência da República, nesta quarta-feira (22). A orientação atende às normas do Guia de Vigilância Epidemiológica para Covid-19, publicado pelo Ministério da Saúde.

Segundo a Anvisa, o isolamento deve ser feito para proteger os viajantes e a população brasileira. A agência explica, ainda, que cabe à Casa Civil a análise de cada caso, mediante consulta prévia a própria agência, mas devido “à urgência do caso” as orientações foram antecipadas.
 

Entre as medidas, os integrantes da comitiva devem expor o mínimo possível de pessoas e ambientes na chegada ao Brasil; cumprir o isolamento de 14 dias, contados a partir do último dia de contato com o ministro Queiroga, na cidade do desembarque. Também foi orientado que o avião em que todos viajaram passe por uma limpeza de desinfecção.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, infectado com o coronavírus, segue em Nova Iorque, isolado, e passa bem, conforme informado pela Secretaria de Comunicação da Presidência. Lembrando que o ministro já tomou as duas doses de vacina contra covid-19.
 

Também foi informado que os demais integrantes da comitiva testaram negativo para a doença. Mesmo assim, a Anvisa orienta que todos sejam, novamente, testados, em solo brasileiro.
 

Com a ausência de Queiroga em território brasileiro, passa a ser ministro-substituto, da Saúde, o secretário-executivo da pasta, Rodrigo Cruz.

Edição: Sâmia Mendes / Guilherme Strozi

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

STJ decide que plano de saúde deve custear remédio de canabidiol

O Superior Tribunal de Justiça determinou que uma operadora de plano de saúde forneça medicamentos à base de canabidiol a um paciente diagnosticado com epilepsia grave. O canabidiol é extraído da Cannabis sativa, planta conhecida como maconha.

Baixar arquivo
Política

PEC dos Precatórios deve ser votada nesta quarta na Câmara

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira, marcou para esta quarta-feira a votação da PEC dos Precatórios. Prevista na pauta dessa terça-feira, Lira justificou que o adiamento foi necessário porque faltava conversar com alguns líderes sobre o texto.

Baixar arquivo
Geral

Santa Catarina passa a adotar número de RG igual ao do CPF em novembro

. Quem já tiver o RG, o número continua valendo, mas quem for emitir a primeira via já não vai contar com um número separado do RG.

Baixar arquivo
Saúde

Alerj aprova liberação do uso de máscaras ao ar livre no estado do Rio

O projeto aprovado pela Alerj ainda precisa seguir para sanção ou veto  do governador Cláudio Castro, que tem um prazo de 15 dias para publicar a decisão.

Baixar arquivo
Geral

Roubo de cabos de energia dificultou trajetos do metrô em São Paulo

Segundo o Metrô, foram roubados 30 metros de cabos do sistema que alimenta a energia dos trens. A confusão começou por volta das 5h e também comprometeu a operação na Linha Azul.

Baixar arquivo
Saúde

INCA alerta para perigos do consumo coletivo de narguilés na pandemia

Para além dos riscos da transmissão de doenças como a covid, caso a mangueira seja compartilhada, uma sessão de narguilé, que costuma durar entre 1hora a 90 minutos, equivale ao consumo de 100 cigarros comuns. 

Baixar arquivo