Comitiva brasileira que estava nos EUA cumprirá quarentena de 14 dias

Ministro Marcelo Queiroga continua com covid em Nova York e passa bem

Publicado em 22/09/2021 - 15:39 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Todos os membros da comitiva presidencial que esteve na ONU, em Nova Iorque, devem cumprir quarentena, no Brasil. O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, continua nos Estados Unidos, cumprindo o protocolo de isolamento, depois que foi testado positivo para covid-19. Os demais membros da comitiva, que desembarcou no Brasil, devem fazer isolamento de 14 dias, por segurança sanitária, já que tiveram contato com o ministro.

Essa é a recomendação da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, que enviou um ofício à Casa Civil da Presidência da República, nesta quarta-feira (22). A orientação atende às normas do Guia de Vigilância Epidemiológica para Covid-19, publicado pelo Ministério da Saúde.

Segundo a Anvisa, o isolamento deve ser feito para proteger os viajantes e a população brasileira. A agência explica, ainda, que cabe à Casa Civil a análise de cada caso, mediante consulta prévia a própria agência, mas devido “à urgência do caso” as orientações foram antecipadas.
 

Entre as medidas, os integrantes da comitiva devem expor o mínimo possível de pessoas e ambientes na chegada ao Brasil; cumprir o isolamento de 14 dias, contados a partir do último dia de contato com o ministro Queiroga, na cidade do desembarque. Também foi orientado que o avião em que todos viajaram passe por uma limpeza de desinfecção.

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, infectado com o coronavírus, segue em Nova Iorque, isolado, e passa bem, conforme informado pela Secretaria de Comunicação da Presidência. Lembrando que o ministro já tomou as duas doses de vacina contra covid-19.
 

Também foi informado que os demais integrantes da comitiva testaram negativo para a doença. Mesmo assim, a Anvisa orienta que todos sejam, novamente, testados, em solo brasileiro.
 

Com a ausência de Queiroga em território brasileiro, passa a ser ministro-substituto, da Saúde, o secretário-executivo da pasta, Rodrigo Cruz.

Edição: Sâmia Mendes / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Economia

Por liminar, justiça suspende demissões na Caoa Chery em Jacarei - SP

Segundo decisão da justiça do trabalho as dispensas coletivas precisam de prévia negociação considerando o impacto social que causam. A empresa tem prazo de cinco dias para o cumprimento da medida sob pena de multa de R$ 50 mil por dia. 

Baixar arquivo
Saúde

Assembleia Mundial da Saúde termina neste sábado

Durante essa semana, as delegações dos países membros da Organização Mundial da Saúde discutiram estratégias globais sobre segurança alimentar, saúde bucal e pesquisa e inovação em tuberculose.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

São Paulo recebe o 4º Festival Sesi de Robótica

O evento ocupa o pavilhão da bienal no Parque Ibirapuera e reúne estudantes de todo o país que encontraram soluções inovadoras para problemas do cotidiano.

Baixar arquivo
Cultura

São Paulo: Virada Cultural traz shows em todas as regiões da cidade

A Virada Cultural volta ao formato presencial neste sábado e domingo, na capital paulista. Depois de uma pausa de dois anos em função da pandemia, a expectativa é que as mais de 300 atrações culturais e shows atraiam cerca de dois milhões de pessoas.

Baixar arquivo
Economia

Em junho a bandeira tarifária da conta de luz vai continuar verde

A adoção da bandeira verde significa que não haverá cobrança de taxa extra adicional. A informação foi divulgada pela Aneel Agência Nacional de Energia Elétrica.

Baixar arquivo
Cultura

O médico e escritor Paulo Niemeyer Filho é o mais novo imortal na ABL

O médico e escritor Paulo Niemeyer Filho, de 70 anos, toma posse nesta sexta-feira, na Academia Brasileira de Letras.

Baixar arquivo