CPI da Pandemia: relatório final tem 81 pedidos de indiciamentos

Estão inclusos o presidente Jair Bolsonaro e três de seus filhos

Publicado em 26/10/2021 - 16:51 Por Gabriel Brum - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

A CPI da Pandemia vota nesta terça-feira (26) o relatório final do senador Renan Calheiros. Mais treze nomes foram incluídos, totalizando 81 indiciamentos. O último a ser incluído foi o do senador Luiz Carlos Heinze, que é membro da comissão. 

Ele apresentou um relatório alternativo em que defendeu ações do governo federal e disse que anexou estudos que comprovariam a eficácia de medicamentos do chamado kit covid, como ivermectina e hidroxicloroquina.

Renan Calheiros respondeu que iria incluir o parlamentar entre os indiciados por disseminar fake news. Também estão no relatório o governador do Amazonas, Wilson Lima, e o secretário estadual de Saúde, Marcellus Campêlo, responsabilizados pela crise sanitária no estado.

Dois requerimentos aprovados nesta terça-feira (26) pedem a retratação e a suspensão de acesso do presidente Jair Bolsonaro às redes sociais, por causa de uma declaração em que relaciona a vacina contra covid-19 à transmissão do vírus da Aids.

O relator incluiu no documento recomendação ao Tribunal de Contas da União para averiguar uma possível interferência política na Conitec, a Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias do SUS, no caso das diretrizes para tratamento ambulatorial de pacientes com covid-19.

O senador Tasso Jereissati (PSDB) disse que a comissão serviu de contraponto às ações do governo. Para ele, a CPI conseguiu uma vacinação em massa no país. 

O senador Jorginho Mello (PL), por outro lado, criticou a atuação da CPI. Para ele, a comissão foi política.

Com a aprovação, o texto será encaminhado ao Poder Judiciário, para a Procuradoria-Geral da República, que fará a análise do material e vai decidir sobre a apresentação ou não de denúncias. O relatório ainda propõe projetos para combater notícias falsas, homenagear as vítimas da covid-19 e proteger os órfãos da doença, entre outros.

Edição: Paula de Castro Ribeiro / Guilherme Strozi

Últimas notícias
Direitos Humanos

Prêmio de Acessibilidade reconhece iniciativas de inclusão de PCDs

Programa de instituto da Baixada Fluminense que oferece livros com linguagem inclusiva, como em Libras, e ação da prefeitura de João Pessoa que proporciona banho de mar acessível, passeio de caiaque e vôlei sentado foram algumas iniciativas premiadas.

Baixar arquivo
Economia

Produção industrial brasileira recua 0,6% em outubro, diz IBGE

 Esta é a quinta queda consecutiva do indicador, que acumula perda de 3,7%. Os dados estão na Pesquisa Industrial Mensal, divulgada nesta sexta-feira (3) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Baixar arquivo
Esportes

Em 2000, Gustavo Kuerten chegava ao topo do ranking mundial de tênis

Neste dia, há 21 anos, Gustavo Kuerten vencia a final do Masters de Lisboa, em Portugal, contra um dos favoritos, o norte-americano Andre Agassi. A vitória fez de Guga o primeiro sul-americano a terminar uma temporada como o número 1 do mundo.

Baixar arquivo
Cultura

Merval Pereira é eleito presidente da Academia Brasileira de Letras

O jornalista e escritor de 72 anos, que se tornou acadêmico em 2011, vai presidir a ABL no ano de 2022. Recentemente, a Academia adicionou quatro integrantes: Fernanda Montenegro, Gilberto Gil, Paulo Niemeyer Filho e José Paulo Cavalcanti.

Baixar arquivo
Geral

Pesquisa do IBGE evidencia agravamento da desigualdade social

A crise sanitária provocada pelo coronavírus em todo o mundo tem mostrado o agravamento da disparidade pelas diferenças sociais, refletindo também na economia dos países.

Baixar arquivo
Saúde

Ausência de sintomas dificulta diagnóstico precoce de câncer gástrico

O câncer de estômago não apresenta sinais específicos em fase inicial, e muitas vezes é confundido com gastrite, úlceras e doenças de refluxo. Saiba quais são os sinais de alerta para detectar este tipo de doença.

Baixar arquivo