Estados podem ser compensados por perdas de ICMS dos combustíveis

Publicado em 25/05/2022 - 16:42 Por Gabriel Brum - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Estados podem ser compensados por perdas com o teto de 17% para o ICMS dos combustíveis, energia, telecomunicações e transporte. A medida foi incluída no parecer do relator, o deputado Elmar Nascimento, líder do União, na Câmara dos Deputados. A proposta está prevista para ser votada nesta quarta-feira.

Se houver mudança, a Confederação Nacional de Municípios prevê uma perda anual de R$ 65 bilhões para os cofres estaduais e de R$ 15 bilhões para as cidades.

De acordo com ao relatório, a União vai compensar a renúncia do imposto que superar os 5% em relação ao ICMS do período anterior. Para os estados em regime de recuperação fiscal não há esse limite. A medida é limitada a perdas até 31 de dezembro de 2022.

O deputado do PT de São Paulo, Alencar Santana, líder da Minoria, disse que os estados devem ser compensados e que a oposição propõe uma tributação sobre lucros de bens essenciais e serviços.

Segundo o autor do projeto, deputado Danilo Forte, o teto do ICMS poderia reduzir entre 9% e 12% o preço da gasolina. Para a energia, a queda poderia chegar a 14% com a proposta e outras ações do governo.

Edição: Leila Santos / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Internacional

ONU pede fim de atividades militares perto de usina nuclear ucraniana

O líder das Nações Unidas, António Guterres, pediu às forças militares da Rússia e da Ucrânia que cessem, imediatamente, todas as atividades militares perto da usina nuclear de Zaporizhzhia, no sul da Ucrânia.
 

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz pede registro de novos testes contra varíola dos macacos

A Fundação Oswaldo Cruz pediu à Anvisa - Agência Nacional de Vigilância Sanitária - o registro de dois novos teste para diagnóstico de monkeypox. O pedido foi feito por meio do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos, Bio-Manguinhos.

Baixar arquivo
Economia

Setor de serviços cresce 0,7% na passagem de maio para junho, diz IBGE

Com isso, se encontra 7,5% acima do nível pré-pandemia, de fevereiro de 2020, mas ainda 3,2% abaixo do ponto mais alto, conquistado em novembro de 2014.

Baixar arquivo
Saúde

Ingerir álcool durante a gravidez pode causar síndrome alcoólica fetal

Mesmo que seja baixa a quantidade de álcool ingerida pela futura mãe, ainda existe o risco da doença,  que pode trazer consequências gravíssimas para o feto e recém-nascidos.

Baixar arquivo
Economia

Quase metade dos brasileiros fazem "bicos" para ampliar renda

Pesquisa aponta que quase q metade dos brasileiros com 16 anos de idade ou mais precisaram fazer atividades extras nos últimos 12 meses para complementar sua renda.

Baixar arquivo