Haddad afirma que reforma tributária fere patrimonialismo brasileiro

A fala do ministro foi feita em reunião com parlamentares

Publicado em 12/07/2023 - 20:37 Por Gésio Passos - repórter da Rádio Nacional - Brasília

O ministro da Fazenda, Fernando Haddad, disse, nesta quarta-feira, que a reforma tributária será um duro golpe no patrimonialismo brasileiro.

O ministro se reuniu com o relator da reforma tributária no Senado, Eduardo Braga, do MDB - AM, e com o relator do texto aprovado na Câmara, deputado Aguinaldo Ribeiro, do PP-PB.

Haddad colocou sua equipe à disposição do Senado para que a reforma ocorra da forma mais transparente possível.

O senador Eduardo Braga disse que a reforma buscará um desenvolvimento econômico sustentável.

Já o deputado Aguinaldo Ribeiro afirmou que o texto aprovado ainda está com sua redação sendo finalizada para ser enviado ao Senado Federal,

A Proposta de Emenda à Constituição da Reforma Tributária aprovada na Câmara dos Deputados prevê a unificação de impostos federais e estaduais para simplificação do regime tributário do país. Segundo Eduardo Braga, o texto deve ser votado no Senado em outubro desse ano.

Edição: Roberto Piza / Beatriz Albuquerque

Últimas notícias
Saúde

Campanha de vacinação: 22% do público-alvo tomou vacina contra gripe

A meta é vacinar 75,8 milhões de pessoas. Mas até agora foram vacinadas 14,4 milhões. 

 

Baixar arquivo
Geral

Apoiadores de Bolsonaro fazem ato público no Rio de Janeiro

Os discursos de aliados do ex-presidente misturaram política e religião, em favor de Bolsonaro, do dono da rede social X, Elon Musk, e da liberdade de expressão.

Baixar arquivo
Saúde

Brasil registra paciente com cólera em Salvador

O caso autóctone da doença – que teve origem no local onde ocorreu o diagnóstico - foi confirmado pelo Ministério da Saúde.

Baixar arquivo
Política

PEC do Quinquênio deve ser analisada no plenário do Senado nesta terça

A proposta de Emenda à Constituição estabelece um adicional por tempo de serviço para magistrados, integrantes do Ministério Público, advogados públicos, delegados da Polícia Federal e outras carreiras.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Mulheres vão às ruas pelo direito ao parto humanizado

Na marcha, mulheres reivindicam o direito de escolha na hora do parto e o direito ao atendimento por enfermeiras obstétricas.

Baixar arquivo
Segurança

Perfis bloqueados no X por ordem judicial ainda fazem transmissões

Isso é o que diz um relatório parcial da Polícia Federal (PF) aberto para investigar o empresário norte-americano e dono do antigo Twitter, Elon Musk. Foi constatado ainda que os perfis interagem com usuários brasileiros.

Baixar arquivo