Embaixador nega que crise diplomática possa prejudicar agenda do G20

Publicado em 20/02/2024 - 21:14 Por Fabiana Sampaio - repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

O embaixador Mauricio Carvalho Lyrio, secretário de Assuntos Econômicos e Financeiros do Ministério das Relações Exteriores, negou que a crise entre a diplomacia brasileira e israelense pode impactar a reunião dos chanceleres do G20, que vai acontecer nesta quarta-feira (21) e quinta-feira no Rio de Janeiro.

Lyrio deu detalhes sobre o encontro em entrevista coletiva nesta terça (20). O embaixador afirmou que o chamado à paz que o presidente Lula tem feito desde o início do conflito na Faixa de Gaza é absolutamente necessário.

Lyrio afirmou que um dos temas prioritários da presidência brasileira do G20, que vai ser tratado nas discussões dessa primeira reunião ministerial é o da reforma da governança global, que envolve o fortalecimento das ações da ONU.

"A defesa da paz pelo governo brasileiro é uma defesa aplicada a todos os conflitos. Isso tem sido uma posição clara do governo brasileiro, que é -  no caso da inclusão de qualquer conflito - pregar pela paz. E por isso também, aí é muito importante essa história da reforma da governança global, porque uma coisa é trabalhar pela paz em cada um dos conflitos, outra coisa é uma governança global que evite a ocorrência dos conflitos. É preciso justamente adaptar o sistema internacional a evitar a ocorrência de novos conflitos. Aí o papel da ONU é central porque a ONU foi criada pra isso", afirma o embaixador. 

O tema será discutido pelos ministros de relações exteriores dos países do G20, que reúne as 19 maiores economias do mundo, além da União Europeia e Uniao Africana.

Para essa reunião também foram convidados ministros de três países do Mercosul, que não fazem parte do grupo, Bolívia, Paraguai e Uruguai, além de representantes da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa e da Organização para o Tratado de Cooperação Amazônica. 

Segundo Lyrio, no total mais de 40 delegações devem estar presentes na reunião.

"De 28 países, já foram confirmados mais de 20. Há a presença muito elevada dos chanceleres. Então teremos além das reuniões plenárias, há um conjunto de reuniões bilaterais que acontecem em paralelo às reuniões plenárias. Então é muito importante também como ocasião para que os chanceleres possam tratar de temas da esfera bilateral nesses encontros paralelos", conclui Lyrio.  

Serão duas sessões. Nesta quarta, os chanceleres vão tratar da conjuntura internacional e, na quinta, o tema será a reforma da governança global. Ainda de acordo com Maurício Lyrio o ministro Mauro Vieira também vai defender nas reuniões o tema do lançamento da Aliança Global contra a fome, que é uma outra prioridade da presidência brasileira no G20.

Durante a coletiva de imprensa o embaixador também anunciou que será realizada uma segunda reunião de ministros das relações exteriores do G20 em paralelo com a Assembleia-Geral da ONU, em setembro. Será a primeira vez que os ministros das relações exteriores do G20 se reúnem na sede da ONU.

Edição: Roberto Piza / Liliane Farias

Últimas notícias
Direitos Humanos

Governo garante amparo a gestantes em cargos públicos provisórios

Mulheres que trabalham na administração pública em cargo em comissão ou são contratadas por tempo determinado têm garantido o direito à licença-maternidade e à estabilidade provisória.

Baixar arquivo
Geral

Inmet alerta para risco de chuvas intensas pelo Brasil

A previsão é de acumulados de chuva variando entre 30 e 60 milímetros por hora ou entre 50 e 100 milímetros por dia,

Baixar arquivo
Cultura

SP: artistas protestam contra fechamento de oficinas culturais

O protesto acontece nas três oficinas culturais que estão em risco de fecharem as portas na capital paulista. A Oswald de Andrade, no bairro do Bom Retiro, a Alfredo Volpi, em Itaquera, na zona leste da cidade e a Juan Serrano, no bairro da Brasilândia, na região norte de São Paulo.

Baixar arquivo
Educação

Começa na segunda-feira prazo para pedir isenção no Enem

Começa, nesta segunda-feira (15), o prazo para pedido de isenção da inscrição do Enem 2024.

A solicitação para fazer a prova de graça vai até 26 de abril.

Baixar arquivo
Geral

Termina nesta segunda o Mutirão de Negociação de Dívidas da Febraban

A iniciativa conta com apoio da Secretária Nacional do Consumidor e dos Procons de todo o país. Só podem ser negociados débitos sem bens dados em garantia, como aquela dívida do cartão de crédito, o cheque especial e empréstimo pessoal.

Baixar arquivo
Geral

Casos de feminicídio e tentativa crescem no Rio

Os registros de feminicídio e tentativa de feminicídio no estado do Rio de Janeiro aumentaram quase 48% nos dois primeiros meses do ano, segundo dados do Instituto de Segurança Pública.

Baixar arquivo