Rio terá nova campanha de vacinação contra sarampo

Sarampo

Publicado em 13/01/2020 - 16:41 Por Tatiana Alves - Rio de Janeiro

Postos de saúde do Rio de Janeiro iniciaram nova campanha de vacinação contra o sarampo. A meta é imunizar 3 milhões de pessoas, em todo o estado, até o dia 13 de março. A mobilização tem como público-alvo desde crianças de 6 meses até adultos de 49 anos, que devem procurar uma unidade básica de saúde para tomar a vacina.

 

É recomendado levar a caderneta de vacinação na ida ao posto.

 

O motivo da ação, segundo o secretário estadual de Saúde, Edimar Santos, é que foi detectada uma baixa cobertura vacinal relacionada à segunda dose, necessária para a completa eficiência da vacina.

 

O secretário adiantou que estão previstos dois dias de mobilização mais intensa: em 1º de fevereiro e 7 de março, para garantir a meta.

 

O esquema vacinal contra o sarampo está disponível na rede pública de saúde, em todos os municípios do estado. De acordo com especialistas, a vacina é a única forma de prevenir a doença, que neste ano deve afetar mais de 10 mil pessoas no Rio de Janeiro.

 

Em 2016, o sarampo estava erradicado no Brasil, mas o aumento no número de casos nos últimos anos acendeu o alerta. Para o secretário Edmar Santos, o movimento antivacina, propagado em redes sociais, foi um dos fatores que ajudaram a volta recente da doença.

 

O sarampo é uma doença contagiosa, transmitida pela fala, tosse e espirro. Os sintomas são mal-estar, febre, manchas vermelhas pelo corpo, tosse, coriza e conjuntivite.

 

Pessoas com suspeita de sarampo ou que estejam com o sistema de defesa contra infecção comprometido, gestantes e crianças menores de 6 meses não devem receber a vacina. Alérgicos às proteínas do leite de vaca devem informar a condição ao profissional de saúde, no posto de vacinação, para que recebam a dose feita sem esse componente.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Covid-19: Hospital das Clínicas da USP estuda suspeitas de reinfecção

Médicos dizem que desafio é diferenciar da reativação, quando o vírus estava dormente e volta a agir no corpo da pessoa por algum motivo. O hospital acompanha 16 pacientes com suspeita de reinfecção, identificada quando o vírus da segunda infecção tem um genoma diferente do primeiro. Ou seja, ele sofreu uma mutação

 

Baixar arquivo
Economia

Golpes financeiros aumentaram 300% em todo o mundo

Um amigo te pedindo pagamento de boleto por Whatsapp, um falso funcionário de banco que precisa dos seus dados bancários por telefone. Quem já não recebeu essas tentativas de golpes? Com a pandemia, isso aumentou e o método dos golpistas tem se sofisticado cada vez mais. E o Brasil tem participação de 53,9% no vazamento de dados de cartões

Baixar arquivo
Economia

Brasil já enfrenta falta de tecido de algodão e malharia

Com a flexibilização da quarentena e a consequente retomada das confecções no mundo, houve um impacto na indústria brasileira. O produtor brasileiro preferiu vender para outros países, devido a valorização do dólar e daí passou a faltar matéria-prima no país. Economistas acreditam em alta nos preços do vestuário

 

Baixar arquivo
Economia

Quebradeiras de babaçu enfrentam desafios do trabalho na pandemia

Com o apoio da Embrapa Cocais, trabalhadoras do Maranhão estão sendo capacitadas para criar novos produtos e novas formas de comercializá-los

Baixar arquivo
Geral

Inscrições para Revalida 2020 começam nesta segunda

O exame valida diplomas de médicos formados fora do Brasil que desejam atuar no país. A prova será aplicada no dia 6 de dezembro.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Senadores sobrevoam regiões afetadas por incêndios em Mato Grosso

A diligência nos municípios Poconé e Porto Cerrado incluem ainda uma visita ao espaço de recolhimento dos animais atingidos pelas chamas. Essa é a primeira atividade da comissão, instalada nessa semana.

Baixar arquivo