OAB questiona mortes em presídios do Rio

Covid-19

Publicado em 26/03/2020 - 15:47 Por Lígia Souto - Rio de Janeiro

A Comissão de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil no Rio de Janeiro cobrou informações da Secretaria Estadual de Administração Penitenciária  sobre mortes de detentos decorrentes de insuficiência respiratória ou causa indeterminada, que podem estar ligadas ao novo coronavírus.

 

O ofício foi encaminhado nessa quarta-feira também à Secretaria Estadual de Saúde e à Diretoria do Pronto Socorro Geral Hamilton Agostinho, localizado no Complexo Penitenciário de Bangu, na zona oeste do Rio. O documento questiona as medidas que vem sendo adotadas para conter o avanço da pandemia no sistema penitenciário e busca informações detalhadas sobre a quarentena de pessoas que ingressam nos presídios, bem como dos internos que apresentam sintomas compatíveis com Covid-19.

 

O secretário geral da OAB no Rio e presidente da Comissão de Direitos Humanos, Álvaro Quintão, disse que mesmo diante da crise provocada pelo novo coronavírus, a Secretaria de Estado de Polícia Civil, em conjunto com a Seap, publicou uma resolução que, segundo ele, dificulta ainda mais o controle e a transparência relativa a essas mortes.

 

Por nota, a Polícia Civil informou que a resolução, publicada no Diário Oficial do estado, estabelece que os médicos do hospital penitenciário atestem as mortes decorrentes de causas naturais. O texto informa que os corpos serão encaminhados ao Instituto Médico Legal, já com a declaração de óbito, apenas para retirada dos familiares.

 

Nos casos de mortes com causa externa, o fluxo segue normalmente, com encaminhamento do corpo para exame de necropsia. Na última segunda-feira (23),  a OAB enviou ofício ao IML, requerendo informações urgentes sobre os óbitos de detentos ocorridos neste mês de março. O objetivo foi checar denúncias feitas por parentes de encarcerados de que mortes supostamente causadas pela Covid-19 estariam sendo subnotificadas.

 

Em resposta, o IML esclareceu que não identifica doenças causadoras de óbitos e que não poderia fazer a análise do acometimento de pessoas pelo Coronavírus. Informou  ainda que a responsabilidade sobre diagnóstico e notificação de doenças é da Secretaria de Saúde.

 

A reportagem entrou em contato com a Secretaria para posicionamento, mas não obteve resposta até o fechamento desta matéria. Já a Seap reiterou, por nota, que não há caso de morte por coronavírus no sistema prisional. A secretaria informou que como ação protetiva, todos os presos, que estão ingressando no sistema, ficam em isolamento social, durante 14 dias. A pasta disse, ainda que repudia qualquer pessoa ou instituição que busque protagonismo nesse momento de crise, divulgando informações equivocadas.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Brasil já enfrenta falta de tecido de algodão e malharia

Com a flexibilização da quarentena e a consequente retomada das confecções no mundo, houve um impacto na indústria brasileira. O produtor brasileiro preferiu vender para outros países, devido a valorização do dólar e daí passou a faltar matéria-prima no país. Economistas acreditam em alta nos preços do vestuário

 

Baixar arquivo
Economia

Quebradeiras de babaçu enfrentam desafios do trabalho na pandemia

Com o apoio da Embrapa Cocais, trabalhadoras do Maranhão estão sendo capacitadas para criar novos produtos e novas formas de comercializá-los

Baixar arquivo
Geral

Inscrições para Revalida 2020 começam nesta segunda

O exame valida diplomas de médicos formados fora do Brasil que desejam atuar no país. A prova será aplicada no dia 6 de dezembro.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Senadores sobrevoam regiões afetadas por incêndios em Mato Grosso

A diligência nos municípios Poconé e Porto Cerrado incluem ainda uma visita ao espaço de recolhimento dos animais atingidos pelas chamas. Essa é a primeira atividade da comissão, instalada nessa semana.

Baixar arquivo
Geral

Praias voltam a ficar cheias no RJ, mas carros na orla são rebocados

A permanência na areia das praias e lagoas continua proibida em todo o estado. Na capital, também está proibido, aos sábados, domingos e feriados, o estacionamento de veículos particulares em toda a orla. Só podem estacionar os donos de carros que morem na região.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: país manifesta interesse em aderir a grupo global por vacina

O programa vai captar recursos para impulsionar o desenvolvimento de vacinas contra o novo coronavírus. O objetivo é também garantir o acesso aos medicamentos de forma ampla e fácil, evitando disputas por patentes ou conflitos econômicos que prejudiquem a chegada da vacina às populações.

Baixar arquivo