Niterói tem regras mais duras contra Covid-19

Niterói

Publicado em 04/04/2020 - 16:54 Por Cristiane Ribeiro - Rio de Janeiro

 

A prefeitura de Niterói, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, decidiu endurecer ainda mais as medidas para conter o avanço do novo coronavírus no município. A partir deste sábado, há barreiras físicas e blitzes de agentes de trânsito em 28 pontos diferentes da cidade, para restringir quem vem do Rio, São Gonçalo e Maricá.

 

Também está proibida a entrada e circulação de táxis de cidades vizinhas e a redução para 30% de ônibus intermunicipais no Terminal Municipal João Goulart. Caminhões e outros transportes de carga estão sofrendo restrições para fazer entregas.

 

Todos os pontos de bloqueio estão sinalizados. Nos locais de fechamento total há blocos de concreto que impedem a passagem de veículos. A operação dos pontos de bloqueio envolve um efetivo de 200 agentes de trânsito e da guarda municipal de Niterói. As restrições valem até o próximo dia 18 deste mês.

 

Nessa sexta-feira, as prefeituras de Niterói e Maricá doaram R$ 90 milhões, sendo 45 milhões de cada uma, para o governo do estado implantar um hospital de campanha com 200 leitos para o tratamento da Covid-19, em São Gonçalo.

 

A cidade tem quase 500 mil habitantes e, de acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde, Niterói tem 65 casos confirmados e uma morte provocada pela doença. Dos casos confirmados, 16 estão internados, sendo nove em unidades de terapia intensiva e 22 em isolamento domiciliar monitorado.

 

Niterói entrou em quarentena total no dia 23 de março último. Desde então, apenas serviços essenciais podem funcionar, o que inclui supermercados, farmácias, postos de combustíveis, laboratórios médicos  e clínicas veterinárias.

 

Na semana anterior, o prefeito Rodrigo Neves já havia determinado o fechamento de espaços públicos e de lazer, além do bloqueio às praias.

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Governo vai expandir possibilidade de sinal de rádio FM

O ministro das Comunicações, Fábio Faria, assinou nesta quinta-feira (13) uma portaria, junto com o presidente Jair Bolsonaro, para regularizar o serviço de retransmissão de rádio.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra aumento de leitos hospitalares pela 1ª vez em 10 anos

Após a perda de 16 mil leitos hospitalares, apenas entre 2011 e 2019, o Rio de Janeiro viu, em 2020, pela primeira vez, aumento no registro de vagas nas unidades de saúde.

Baixar arquivo
Política

Pesquisa DataSenado faz mapeamento de como a pandemia afetou o ensino

Estudante do oitavo ano do ensino fundamental em Brasília, Arthur Cardoso relata os desafios que tem enfrentado desde que as escolas fecharam, por consequência da pandemia do novo coronavírus.
 

Baixar arquivo
Saúde

Planos de saúde devem cobrir teste rápido de Covid-19

Os planos de saúde são obrigados a cobrir os testes sorológicos para a Covid-19. A medida foi aprovada pela Diretoria da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS), por unanimidade, em reunião nesta quinta-feira (13).

Baixar arquivo
Economia

Governo lança aplicativo eSocial Doméstico para empregadores

A partir de agora o eSocial  tem aplicativo para celulares. Com a medida, empregadores poderão realizar registro do empregado e gerenciamento da folha de pagamento pelo celular.

Baixar arquivo
Política

Saúde diz que usou 48% dos recursos destinados ao combate à pandemia

O Ministério da Saúde gastou 48% dos recursos destinados exclusivamente para o combate à pandemia da Covid-19, informou o ministro interino da pasta, Eduardo Pazuello, durante audiência pública realizada nesta quinta-feira (13) no Congresso Nacional.

Baixar arquivo