Fiocruz recomenda lockdown no Rio de Janeiro

Coronavírus

Publicado em 07/05/2020 - 12:16 Por Tâmara Freire - Rio de Janeiro

A Fiocruz recomendou ao governo do Rio de Janeiro que adote urgentemente medidas de lockdown, especialmente na Região Metropolitana, para reduzir o ritmo de crescimento da Covid-19, e preparar o sistema de saúde para atender os doentes de forma adequada.

 

A medida significa o fechamento total de determinada região, com restrições para entrada e saída, e para a circulação interna, à exceção das atividades essenciais. O lockdown foi adotado em países como Espanha e Itália, e no Brasil, até o momento, nas cidades de Fortaleza, São Luis e em 10 municípios do Pará, incluindo a capital Belém.

 

Os especialistas da Fundação reforçam que o Rio de Janeiro foi o segundo estado a registrar casos da doença e tem apresentado um crescimento significativo do coronavírus, com mais de 13 mil registros e 1,2 mil mortes. Além disso, eles apontam que nas últimas semanas, apesar das medidas de isolamento social, a circulação de pessoas nas ruas aumentou.

 

Portanto, apenas o lockdown pode evitar que o estado viva um período prolongado de escassez de leitos e insumos, com sofrimento e morte para milhares de cidadãos.

 

A recomendação salienta que o Rio  é também o segundo estado do país com maior proporção de idosos, grupo com maior risco de desenvolver quadros graves da doença, e uma quantidade insuficiente de leitos de UTI.

 

Para a Fiocruz preocupam especialmente o aumento de casos na Baixada Fluminense, dadas à alta vulnerabilidade social de grande parte da população e às fragilidades do sistema de saúde da região, além do avanço dos casos para localidades da capital que concentram favelas.

 

A análise foi feita a pedido do Ministério Público que recomendou esta semana ao Estado e à Prefeitura da Capital que façam estudos técnicos sobre o lockdown, analisando os benefícios que a medida trará na redução dos casos, em contrapartida com o impacto econômico decorrente do bloqueio.

 

O prazo para a apresentação do estudo termina  nesta quinta-feira(7) para o poder municipal, e na sexta (8), para o Governo Estadual.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Governo distribui novas doses de vacinas contra a covid-19

Na próxima semana, o Ministério da Saúde começa a distribuir para os estados quase 4 milhões de vacinas da AstraZeneca/Fiocruz, além de mais 1,1 milhão de doses da Pfizer. O Instituto Butantan também libera mais 2 milhões de doses da Coronavac na segunda-feira (10).

 

 

Baixar arquivo
Saúde

Vacinação de grupos prioritários será segmentada por idade no Rio

Nesta semana, o calendário de vacinação contra covid-19 para os grupos prioritários voltará a ser segmentado por gênero e idade. As pessoas de 47 a 49 anos receberão a vacina até sábado (15).  Já os idosos acima de 61 anos receberão a segunda dose da Coronavac no período da manhã.

Baixar arquivo
Internacional

Foguete chinês se desintegra ao reentrar na atmosfera da Terra

Os destroços do foguete Longa Marcha 5B caíram no Oceano Índico, a oeste das Ilhas Maldivas. Há relatos de visualização desses destroços no céu de quatro estados brasileiros: Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Minas Gerais.

Baixar arquivo
Saúde

Covid-19: confira como estão as medidas restritivas em alguns estados

Bahia, Ceará e São Paulo decidiram manter as restrições para atividades não essenciais. Já o Maranhão, começou a liberar algumas atividades. E, em Minas Gerais, o pedido foi para que a população evite aglomerações no Dia das Mães. 

Baixar arquivo
Internacional

Mãe poderá concluir curso de medicina perto da família, decide Justiça

Ser médica, casar e ter filhos. Esses eram os sonhos da Ana Luísa Guedes. Em 2018, tudo parecia estar indo exatamente como planejou: a brasiliense passou no vestibular e estava cursando medicina numa universidade federal em Niterói.

Baixar arquivo
Saúde

Média de idade das vítimas da covid-19 no país cai quase oito anos

Segundo o boletim epidemiológico divulgado pela Fiocruz nessa sexta-feira (7), esse não é o único dado que mostra que a pandemia está atingindo grupos mais jovens da população.

Baixar arquivo