"Dia histórico", diz Sociedade de Infectologia sobre estudo que avança no tratamento da Covid-19

Tratamento da Covid-19

Publicado em 16/06/2020 - 20:30 Por Victor Ribeiro - Brasília

“Dia histórico no tratamento da Covid-19.” Foram essas as palavras que a Sociedade Brasileira de Infectologia usou para se referir a essa terça-feira. O motivo foi uma pesquisa da Universidade de Oxford, na Inglaterra. Resultados preliminares mostram que a dexametasona se tornou o primeiro remédio comprovadamente capaz de salvar vidas de pacientes com a Covid-19.

 

A pesquisa comparou as reações de cerca de 2,1 mil pacientes escolhidos de forma aleatória para receber o remédio com cerca de 4,3 mil pacientes que não receberam.


O estudo ainda está em fase de teste e não se mostrou eficaz para evitar a contaminação, nem no combate à doença entre quem tem sintomas leves. Mas o medicamento reduziu em um terço a chance de morte entre pacientes hospitalizados em estado grave, que usam respirador - a ventilação mecânica. E em um quinto entre os que usam oxigênio, mas não precisam de respirador.


A comunidade científica ainda aguarda a publicação completa do estudo, mas está otimista, porque a dexametasona é um esteroide amplamente usado para diminuir inflamações de outras doenças, e é barato - o que é fundamental para garantir o tratamento em massa. É uma esperança.


Mas, também nessa terça-feira, a diretora regional da Organização Mundial da Saúde para as Américas, Carissa Etienne, fez um alerta. Ela disse que a região está se aproximando rapidamente de 4 milhões de casos do novo coronavírus e a pandemia ainda está em aceleração. Etienne destacou que o Brasil concentra quase 1 em cada 4 casos na região e, a cada 5 mortos nas Américas, um é brasileiro.


De acordo com o balanço da pandemia divulgado no começo da noite dessa terça-feira pelo Ministério da Saúde, o Brasil já tem mais de 900 mil pessoas contaminadas pelo novo coronavírus. Com quase 35 mil novos casos confirmados, são mais de 923 mil brasileiros que tiveram resultado positivo para a infecção. Em 24 horas, 1.282 pessoas morreram devido à Covid-19, num total de 45.241 vítimas fatais da doença.

Últimas notícias
Geral

São Paulo: adolescente de 15 anos morre em assalto em ponto de ônibus

Um menino de 15 anos morreu no fim da noite dessa quinta-feira baleado em um ponto de ônibus no Jardim Ângela, zona sul de São Paulo. A polícia investiga o caso.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

São Paulo: justiça garante bolsa-aluguel para quem vivia em abrigo

A justiça de São Paulo decidiu que prefeituras vão ter que pagar bolsa-aluguel para jovens que vivem em abrigos e completam 18 anos antes de terem sido adotados ou voltarem para a família de origem.

Baixar arquivo
Cultura

Exposição sobre Clarice Lispector chega ao Rio de Janeiro

A exposição fica em cartaz até outubro, no belo casarão do Instituto Moreira Sales, que fica na Gávea, na Zona Sul do Rio. A entrada é de graça.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Queimadas podem impactar as chuvas e o ecossistema no Pantanal

Materiais lançados no ar por queimadas podem impactar as temperaturas e as chuvas no Pantanal. Isso por que essas partículas minúsculas, chamadas de aerossóis, criam uma barreira para que os raios solares atinjam a terra.

Baixar arquivo
Geral

Mais de 24 milhões já entregaram a declaração do imposto de renda

O número atualizado pela Receita Federal nesta sexta-feira, a 12 dias do encerramento, representa cerca de 71% do total das declarações esperadas.

Baixar arquivo
Cultura

Podcast Entrevista é Nacional: a mistura de Beatles com baião

A banda Beatles Cordel mistura música, poesia e teatro para homenagear John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr. Confira no Entrevista é Nacional desta sexta-feira. 

Baixar arquivo