Profissionais das Forças Armadas vão a Roraima combater a Covid-19 em comunidades indígenas

Saúde indígena

Publicado em 29/06/2020 - 19:30 Por Ariane Póvoa - Brasília

Médicos, enfermeiros e técnicos de enfermagem das Forças Armadas partiram de Brasília na manhã desta segunda-feira (29) para atender indígenas das etnias Yanomami, Ye’Kuana e Macuxi que vivem nas reservas Yanomami e Raposa Serra do Sol, em Roraima.

 

A aeronave da Força Aérea Brasileira também levou itens de proteção individual e insumos médicos para a população.

 

A iniciativa integra uma série de ações realizadas pelos Ministérios da Defesa e da Saúde para apoiar comunidades indígenas no combate à Covid-19.

 

Nesta etapa, os profissionais e insumos vão beneficiar cerca de 2,5 mil indígenas.

 

A equipe, composta por 21 militares da Marinha, do Exército e da Aeronáutica, vai atuar em conjunto com profissionais da Secretaria Especial de Saúde Indígena (Sesai), em 136 aldeias de Roraima.

 

Todos os integrantes da missão passaram por exames para confirmar o bom estado de saúde e a ausência de qualquer sintoma da Covid-19. Além disso, foi exigida a apresentação de teste negativo para a doença.

 

De acordo com o Ministério da Defesa, já foram realizadas 133 ações em comunidades indígenas na Amazônia Ocidental, no planejamento do emprego das Forças Armadas no combate à pandemia.

 

Segundo a pasta, em três meses, a Operação Covid-19, transportou, por meio da Força Aérea Brasileira, cerca de 350 toneladas de materiais de saúde. Quando somados os transportes terrestres, a quantidade de materiais chega a 16 mil toneladas.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Covid-19: São Luís é 1ª capital a vacinar pessoas com 29 anos ou mais

São Luís é a primeira capital do país a vacinar pessoas a partir de 29 anos sem comorbidades contra a covid-19.

Até domingo (13), será feito um mutirão para acelerar o ritmo da vacinação, conforme anunciou em redes sociais o governador do Maranhão, Flávio Dino.

Baixar arquivo
Geral

Programa Caixa Mais Brasil chega à 100ª edição neste sábado

Durante este fim de semana, a Caixa Econômica Federal promove mais uma edição do programa Caixa Mais Brasil.

Baixar arquivo
Geral

Covid-19: projeto no DF oferece apoio psicológico a enlutados

Lidar com a morte é um processo doloroso. E desde o início da pandemia do coronavírus, por causa das medidas de segurança e distanciamento social, nem sempre quem perde um ente querido encontra uma rede de apoio para enfrentar esse momento.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Pandemia coloca 9 milhões de crianças em risco de trabalho infantil

Os dados estão no relatório do Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) publicado para marcar o Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, celebrado neste sábado, 12 de junho

Baixar arquivo
Saúde

Estado do Rio de Janeiro permanece com risco moderado para covid-19

O Mapa de Risco Covid-19 manteve a classificação geral na bandeira laranja, mas segundo o estudo, houve melhora no cenário epidemiológico em seis regiões.

Baixar arquivo
Saúde

Fiocruz recebe insumo para a produção de 6 milhões de doses da vacina

A Fiocruz recebe neste sábado (12) mais um lote de IFA para a produção da vacina contra a covid-19. O insumo deverá desembarcar no final da tarde no Rio de Janeiro.

Baixar arquivo