Barco hospital realiza mais uma barreira sanitária em rios de Rondônia

A unidade hospitalar oferece avaliação médica para detectar a Covid-19

Publicado em quarta-feira, 19 Agosto, 2020 - 13:54 Por Michelle Moreira - Brasília

O barco hospital Walter Bártolo realiza a segunda barreira sanitária fluvial nos rios Mamoré e Pacaás Novos, em Rondônia; na altura do município de Guajará Mirim.

A missão, que começou no último dia 12, fez 314 atendimentos e detectou, até essa segunda-feira(17), 25 casos de Covid-19, entre eles em um indígena. A unidade hospitalar fica no local até o dia 30 deste mês.

Segundo o governo estadual, a escolha da localidade de atracamento da unidade de saúde se deu por conta do intenso tráfego fluvial.

As pessoas que passam pela região são convidadas a participar de uma avaliação médica para detecção da Covid-19. No caso de apontar positivo para a doença, a pessoa recebe um kit de medicamentos, máscaras laváveis e é instruída para que volte para casa e fique em quarentena.

A ideia da barreira é evitar o alastramento da doença na região. Isso porque o município de Guajará-Mirim vem apresentando elevado número de casos diagnosticados da Covid-19 e tem atingido os povos indígenas da região, como é o caso do distrito de Surpresa.

O último boletim divulgado pela Prefeitura de Guajará-Mirim aponta 2.593 casos da Covid-19; e 34 mortes. Pouco mais de 2.300 estão curados.

A estimativa populacional da cidade em 2019, segundo o IBGE, era de pouco mais de 46.100 pessoas.

Edição: Sâmia Mendes

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Economia

Saldo de geração de empregos deve ficar positivo até novembro

A previsão está no relatório Informe Conjuntural, do terceiro trimestre da Confederação Nacional da Indústria.  Mesmo com a pandemia ainda em curso, a geração de emprego começa a dar sinais de recuperação. Segundo dados do Caged, o saldo de empregos entre janeiro e agosto foi negativo em 849 mil postos de trabalho. Mas, o bimestre julho-agosto, analisado em separado, apresentou um saldo positivo em todos os setores.

Baixar arquivo
Segurança

PF faz operação contra criminosos especializados em fraudes na Caixa

No total, estão sendo cumpridos na operação chamada de Abono, realizada na região metropolitana do Rio, 8 mandados de prisão temporária e 11 de busca e apreensão. Segundo a Polícia, na residência de um dos presos foram encontrados diversos documentos falsificados e material utilizado para a falsificação. Os prejuízos causados pelo grupo seriam superiores a R$ 2 milhões.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Seca intensa atingiu o DF e mais 15 estados em setembro

Não foi só impressão. A seca foi realmente mais intensa na maioria dos estados brasileiros em setembro, em comparação a agosto.

Baixar arquivo
Geral

Atingidos de Brumadinho pedem manutenção de auxílio emergencial

O grupo faz parte de comunidades que foram afetadas pelo rompimento da barragem da mina do córrego do Feijão, em janeiro do ano passado. Eles pedem a consolidação do Programa Direito a Renda, que poderá garantir aos atingidos pagamentos, durante cinco anos, para dar estabilidade financeira e ajudar a economia local.

Baixar arquivo
Educação

Alagoas retoma aulas presenciais para adultos na próxima semana

Cursos de todos os segmentos estarão autorizados a funcionar: ensino superior, pré-vestibular, profissionalizantes, técnicos, de línguas estrangeiras e de formação para servidores públicos. Segundo o governador Renan Filho, a situação epidemiológica da Covid-19 no estado está favorável a esse retorno.

Baixar arquivo
Geral

Cemitérios não vão receber visitantes no Dia de Finados

A  pandemia do novo coronavírus acabou alterando até a tradição do Dia de Finados, celebrado em 2 de novembro no Brasil. Muitos cemitérios municipais decidiram não abrir as portas na data, com receio das aglomerações.

Baixar arquivo