Protesto em Copacabana marca os quase 100 mil mortos pela Covid-19 no país

Copacabana

Publicado em 08/08/2020 - 15:44 Por Raquel Júnia - Rio de Janeiro

 

Uma manifestação na praia de Copacabana, no Rio, neste sábado (8), lembrou os quase 100 mil mortos pelo coronavírus no país. Mil balões de gás vermelhos foram soltos e 100 deles foram amarrados a cruzes pretas, simbolizando o número de brasileiros que faleceram por conta da pandemia. O protesto foi feita pela Organização Rio de Paz.

 

O taxista Marco Antônio do Nascimento Silva, cujo filho é uma das mais de 14 mil vítimas da Covid-19 no estado do Rio, iniciou a soltura dos balões. Em um protesto semelhante realizado em junho, o taxista que passava pelo local recolocou as cruzes na areia que haviam sido arrancadas por um homem que se incomodou com o protesto. As imagens do vandalismo na instalação e da recolocação das cruzes por Marco Antônio viralizaram. Segundo a organização, a participação dele simboliza também a dor da perda daqueles que passarão o dia dos pais neste domingo sem seus filhos e pais.

 

O presidente da ONG Rio de Paz, Antonio Carlos Costa, destacou que os governos erraram na condução da crise de emergência sanitária pela falta de uniformidade no discurso e capacidade de trabalharem juntos para preservar as vidas.

 

"A pandemia começou há sete meses e chegou no Brasil há cinco meses. Cento e oitenta e oito países foram infectados. O Poder Público e a sociedade brasileira precisam responder: por quê somos o segundo país do mundo em número de mortos? Da resposta dependem as mudanças pelas quais o país precisa passar a fim de vivermos num país no qual a santidade da vida humana seja respeitada". 

 

Uma grande faixa com a frase "100 mil: por quê somos o segundo país em número de mortos?" também foi colocada na areia. O Brasil atingiu nesta sexta-feira (7) 99.572 mortes pelo coronavírus e mais de 2,962 milhões casos da doença. No Rio de Janeiro, o ultimo balanço oficial indica 14.028 óbitos e quase 176 mil casos desde o início da pandemia.

Últimas notícias
Economia

Carros para taxistas e pessoas com deficiência terão novas isenções

O sistema que prevê isenção do Imposto sobre Produtos Industrializados, o IPI, na compra de veículos novos de até 2 mil cilindradas por taxistas e pessoas com deficiência passou por mudanças e começa 2022 com regras revisadas. 

Baixar arquivo
Economia

Turismo arrecadou em novembro de 2021 quase 20% a mais que em 2020

Pesquisa do Conselho de Turismo da Fecomercio-SP, com base nos dados do IBGE, aponta que o turismo nacional faturou cerca de R$ 14 bilhões em novembro, aumento de 19,3% em relação ao mesmo período de 2020.

Baixar arquivo
Economia

RJ vai investir R$100 milhões em infraestrutura turística nas cidades

Entre as obras previstas estão construção, revitalização e reforma de infraestrutura urbana para adequação de espaços de interesse turístico, tais como saneamento básico, terminais rodoviários, fluviais e marítimos, entre outros.

Baixar arquivo
Educação

Sisu e Prouni abrem inscrições em fevereiro; Fies, em março

As inscrições para o Sisu começam no dia 15 de fevereiro, para o ProUni no dia 22 de fevereiro e dia 11 de março para o Fies.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

31 barragens estão em estado de emergência em Minas Gerais

A previsão de novas chuvas reacende a preocupação sobre a situação das barragens espalhadas por Minas, algumas delas em estado crítico com chance de rompimentos e acidentes.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Em 2021, a Terra teve a 6ª maior temperatura já medida na história

O dado é resultado de análises independentes feitas pela Nasa, a agência espacial dos Estados Unidos, e pela Administração Nacional Oceânica e Atmosférica. Os cientistas usam o período de 1951 a 1980 como referência para medir a variação da temperatura global ao longo do tempo.

Baixar arquivo