Decreto com restrições de isolamento é prorrogado no Amazonas

Decisão foi tomada após aumento de casos da Covid-19 no estado

Publicado em terça-feira, 27 Outubro, 2020 - 19:53 Por Ariane Póvoa - Brasília

Após o aumento de registros da Covid-19 no Amazonas, o governo do estado decidiu prorrogar, por 30 dias, o decreto que restringe, no âmbito estadual, o acesso às áreas de praias para recreação e o funcionamento de balneários, flutuantes e de bares.

A gestão estadual também apresentou plano para ampliação da rede de saúde.

As medidas foram decididas nesta terça-feira (27) pelo Comitê de Enfrentamento da Covid-19 do Amazonas, que considerou dados da Fundação de Vigilância em Saúde.

A média móvel de casos de coronavírus no estado subiu 23% nos últimos 14 dias. Em Manaus, a alta foi de 55%. Já a taxa de ocupação de leitos clínicos destinados à Covid-19 na rede estadual cresceu 51% em duas semanas. A média móvel de mortes pela doença no estado subiu 36% nesse mesmo período.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, descartou a necessidade lockdown, mas anunciou o aumento do número de leitos na rede hospitalar.

Entre os motivos para o crescimento de casos da Covid-19 no Amazonas, Wilson Lima destacou a realização de eventos relacionados às eleições municipais.

O governo estadual também anunciou a chegada de 60 respiradores enviados pelo Ministério da Saúde, além de monitores e medicamentos doados por outros estados, e a contratação temporária de mais 85 técnicos de enfermagem para reforçar a assistência à população.

Outra estratégia adotada pelo governo é a realização de cirurgias ortopédicas no período noturno para desospitalizar pacientes internados por causas externas e aumentar o número de leitos de retaguarda para Covid-19.

De acordo com o último boletim epidemiológico, o estado do Amazonas já contabiliza mais de 157.600 casos de coronavírus no estado. 4.460 pessoas morreram por causa da doença.

Edição: Fabiana Pelles

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Educação

Médicos formados fora do Brasil fazem o Revalida neste domingo

Quase 15.500 médicos formados fora do país fazem, neste domingo (06), o Revalida, o Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituição de Educação Superior Estrangeira.

Baixar arquivo
Eleições 2020

Eleitores de Macapá vão às urnas neste domingo (6)

O TRE-AP pediu o adiamento em função da crise de energia – 13 dos 16 municípios do estado, incluindo a capital, passaram 21 dias sem luz depois de um incêndio na principal subestação de Macapá. O TSE, então,remarcou o primeiro turno para este domingo. E, caso o resultado não seja de maioria para um dos candidatos, o segundo turno ocorrerá no dia 20 de dezembro.

 

Baixar arquivo
Geral

Prefeita eleita de município gaúcho morre por Covid-19

A vice-prefeita do município gaúcho de Santo Antônio das Missões, Izalda Maria Barros Boccacio, de 73 anos, morreu por causa da Covid-19. Ela também era a prefeita eleita, com 53,47% dos votos, ainda no primeiro turno da eleição do mês passado, pelo partido Progressistas.

Baixar arquivo
Política

STF decidirá se presidentes da Câmara e Senado podem ser reeleitos

A decisão que o Supremo vai tomar deve ter consequências já no começo do ano que vem. Os atuais presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre, precisam que o Supremo rejeite a ação se quiserem ser reconduzidos ao cargo.

Baixar arquivo
Segurança

Seis testemunhas do caso Flordelis são ouvidas pela Justiça

Os depoimentos, realizados na 3ª Vara Criminal, no Fórum de Niterói, na região metropolitana do Rio, duraram cerca de seis horas. A deputada federal Flordelis esteve presente.

Baixar arquivo
Geral

Ao menos 16 pessoas morrem após queda de ônibus de ponte em MG

31 feridos foram socorridos em hospitais nas cidades de Nova Era e em João Monlevade, sendo que quatro não resistiram e morreram.  Outras 12 pessoas acabaram falecendo no local do acidente. Duas crianças e um adulto em estado grave foram transportados de helicóptero para o hospital João XXIII, em Belo Horizonte.

Baixar arquivo