Tocantins proíbe eventos com equídeos para evitar doença

Mormo também pode ser transmitida a outros animais e ao homem

Publicado em 29/10/2020 - 11:28 Por Dayana Victor - Brasília

Depois da confirmação de 8 casos da Doença de Mormo no Tocantins, somente neste ano, a Agência de Defesa Agropecuária do Estado proibiu qualquer tipo de evento que cause aglomeração de equídeos – que são cavalos, burros e mulas. Até mesmo as famosas cavalgadas e tropeadas, que atraem muita gente.

A proibição vale para 27 cidades entre elas: Formoso do Araguaia, Dueré, Araguatins, São Salvador do Tocantins, Santa Fé do Araguaia, Muricilândia, Sandolândia, Figueiropólis e Cariri do Tocantins.

Essa doença, que em alguns lugares é conhecida como lamparão, é causada por uma bactéria que atinge principalmente os equídeos: cavalos, burros e mulas; e é contagiosa. Uma vez contaminado, o animal precisa ser sacrificado, porque não existe tratamento ou vacina.

Além do risco de contaminar outros animais, a doença de mormo também pode ser transmitida ao homem. Se o tratador tiver um ferimento na mão e entrar em contato com a secreção nasal de um cavalo doente, por exemplo; ele pode ficar doente também.

Além de evitar a aglomeração de animais, a Agência recomenda que o produtor rural realize em seus animais os exames que detectam o mormo regularmente. Esses testes têm prazo de validade de 60 dias e alguns animais não apresentam sintomas da doença.

Os principais sintomas do mormo são nódulos nas narinas, corrimento purulento, pneumonia, febre e emagrecimento.

Em caso de suspeita de mormo, os tratadores devem utilizar luvas e máscaras e evitar ao máximo o contato com o animal que possa estar com a doença. O bicho deve ser isolado e o caso comunicado à Agência de Defesa Agropecuária do Tocantins.

Edição: Fabiana Pelles

Últimas notícias
Saúde

Estado do RJ registra novo recorde de casos de covid em 2022

Foram confirmados nesta sexta-feira (14) mais de 16 mil casos. Até então, o maior número de diagnósticos positivos neste início de ano tinha sido registrado no dia anterior, com mais de 12.800 ocorrências.

Baixar arquivo
Saúde

Casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave aumentam 135% no Brasil

Os casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave no Brasil deram um salto de 135% quando comparadas as três últimas semanas de novembro do ano passado com os últimos 21 dias.

Baixar arquivo
Saúde

Próximos lotes da Pfizer serão efetivos contra a Ômicron, diz Queiroga

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, apontou ainda a queda em 90% no número de óbitos pela covid no Brasil, nos últimos meses, mas se disse preocupado com o ritmo ainda lento da vacinação de adultos em alguns estados.

Baixar arquivo
Saúde

Vacinação infantil contra a covid tem início em vários Estados

Em vários estados, a vacinação contra covid em crianças com comorbidades já começa neste fim de semana. O Pará começou a vacinar crianças de 5 a 11 anos neste sábado, pelo município de Ananindeua, na Região Metropolitana de Belém.

Baixar arquivo
Esportes

Justiça australiana julga neste domingo se Djokovic jogará competição

O número um do tênis mundial, Novak Djokovic, foi detido novamente na manhã deste sábado (15) no horário local em Melborn, na Austrália. A justiça examina a deportação do jogador por não ter se vacinado contra a covid-19.

Baixar arquivo
Saúde

Covid: OMS recomenda dois remédios para uso em pacientes no hospital

A entidade passou a recomendar fortemente o uso do remédio baricitinibe para pessoas internadas em estado grave ou crítico. A OMS também recomendou o uso do sotrovimabe para pacientes em situação leve e moderada.

Baixar arquivo