Média móvel de mortes por Covid-19 no RJ sobe 80% em uma semana

Taxa de ocupação da UTI na capital chegou a 89% neste sábado

Publicado em domingo, 22 Novembro, 2020 - 15:23 Por Tâmara Freire - Rio de Janeiro

A média móvel de mortes por Covid-19 no estado do Rio de Janeiro subiu mais de 80% em uma semana. No último dia 14, estava em 54,14 mortes diárias, e alcançou 98,14 nesse sábado. O cálculo é feito pelo projeto Monitora Covid-19, da Fiocruz, que aponta crescimento consistente nos óbitos desde o último dia 11.

Na sexta-feira, a média móvel já havia alcançado um pico de 110,86 registros diários, o maior desde o dia 27 de agosto. Para obter esses números, os pesquisadores somam todos os registros feitos ao longo de sete dias, e aí os dividem por sete, para chegar a uma média diária que demonstre a tendência de aumento ou redução, com menor interferência de oscilações pontuais.

A média móvel de casos diários também apresenta uma curva de aumento desde o dia 7 de novembro, quando, em média, 767 novos infectados por dia eram registrados. Nesse sábado, o número foi mais que o dobrou, para 1.518,86. E isso já é uma redução com relação ao pico registrado no dia anterior, de 1.987 casos. 

Como consequência desse aumento, a taxa de ocupação de leitos de UTI para a Covid-19 na rede SUS da capital chegou a 89% no sábado. Isso significa que há apenas 60 leitos intensivos disponíveis, já somando as redes municipal, estadual e federal. Já os leitos de enfermaria estão 65% ocupados.

A rede tinha, até esse sábado, 1.015 pessoas internadas em leitos especializados, sendo 493 em UTI. Somente de sexta para sábado, 48 leitos intensivos a mais passaram a ser ocupados na capital.

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Política

Prefeito eleito do Rio anuncia dez medidas contra covid-19

Eduardo Paes também confirmou Daniel Soranz como secretário de Saúde. Entre as medidas estão o rastreamento de contatos de pessoas contaminadas para evitar a cadeia de transmissão da doença, o reforço na testagem para o coronavírus e a agilidade nos resultados.

 

Baixar arquivo
Política

Parlamentares retomam atividades no Congresso após eleições municipais

Na Câmara, expectativa é a medida provisória que libera recursos para vacina da Oxford e a que cria o programa habitacional Casa Verde e Amarela. No Senado, haverá votações também, mas ainda não foi divulgada a agenda.

Baixar arquivo
Saúde

Internações por covid-19 em novembro aumentam 40% na cidade do Rio

No estado, há 364 pacientes aguardando internação. Desses, 231 precisam de UTI. Já a taxa de ocupação dos leitos de enfermaria é de 72% na capital e de 62% em todo o estado do Rio de Janeiro.

Baixar arquivo
Segurança

Operação Sangria investiga fraudes e desvio de recursos públicos no AM

A Polícia Federal apura esquema que envolvia compra de respiradores e vinhos. Foram autorizados pelo STF quatro mandados e busca e apreensão. Há indícios de que funcionários do alto escalão da Secretaria de Saúde do Amazonas estariam envolvidos. A secretaria afirmou que está contribuindo com a PF para a apuração dos fatos.

Baixar arquivo
Eleições 2020

MDB é o partido com mais prefeitos; 11 deputados se elegem

Resultado das Eleições 2020 teve ainda Centrão com 2,4 mil municípios. Entre os partidos que formam o grupo, PP, PSD e PL são as legendas com o maior número de prefeituras. E o MDB foi o partido que mais elegeu prefeitos. Só em capitais foram cinco. Depois, vêm o PP e o PSD.

 

Baixar arquivo
Eleições 2020

Rio registra abstenção de 35% no 2º turno das eleições municipais

Número de pessoas que não compareceram às urnas neste domingo (29), 1,7 milhão, foi superior inclusive à quantidade de votos que deram vitória a Eduardo Paes. Ele recebeu 1,6 milhão de votos. Segundo o presidente do TRE-RJ, a pandemia contribuiu para a alta de eleitores que se abstiveram. Mas analistas acreditam que a falta de interesse nos dois candidatos que disputavam a prefeitura da cidade do Rio no segundo turno também foi fator importante.

 

Baixar arquivo