Prefeitura do Rio começa a agendar teste de covid-19 por aplicativo

Publicado em 11/01/2021 - 15:06 Por Raquel Junia - Rio de Janeiro

A prefeitura do Rio promete ampliar a testagem da população para covid-19 a partir desta semana. Parte dos testes que serão usados chegou à central de logística da Secretaria Municipal de Saúde neste domingo (10). Os 10 mil exames foram doados por empresários e são do tipo que mapeia o antígeno do novo coronavírus, com resultados em até 15 minutos.

O agendamento para os testes já pode ser feito pelo canal de atendimento da prefeitura, no telefone 1746. O morador da cidade fará uma autonotificação dos sintomas de covid-19 e, se for o caso, terá o teste agendado por uma equipe do Programa Saúde da Família.

Outra forma de acessar o serviço será pelo aplicativo Rio Covid-19, que por enquanto só está disponível apenas para celulares com a tecnologia IOS. O procedimento será o mesmo: o usuário deverá fazer um cadastro e informar sintomas, para depois receber uma ligação do serviço de saúde agendando o teste.

Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, a previsão é testar mil pessoas por dia, inicialmente.

Em pronunciamento neste domingo, o secretário Daniel Soranz  disse que espera rastrear melhor a disseminação do vírus com as medidas adotadas.

O secretário informou também que todas as vacinas recebidas e os insumos para imunização da população do Rio contra a covid-19 serão armazenados na central de logística, localizada na zona norte carioca. De acordo com Soranz, seringas e agulhas já começaram a ser distribuídas para as unidades de saúde.

A nova gestão da prefeitura mudou a estratégia de ação na pandemia, que inclui mais testagem e reativação inicial de 150 leitos em duas unidades da rede municipais, ao mesmo tempo em que foi desativado o Hospital de Campanha do Riocentro. No entanto, uma ação da Defensoria Pública do estado quer garantir a continuidade dos atendimentos nessa  estrutura, mesmo que parcial. A subcoordenadora de Saúde e Tutela Coletiva, defensora Alessandra Nascimento, explica que a intenção é garantir que não haja falta de leitos.

O Tribunal de  Justiça ainda não se manifestou sobre a petição da defensoria. A Secretaria Municipal de Saúde também foi procurada para se posicionar sobre a ação da Defensoria, mas não respondeu até o fechamento desta reportagem.

Últimas notícias
Política

Governo estuda propor PEC para reduzir preços de combustíveis

Com a mudança constitucional, o governo não seria obrigado a compensar a redução dos impostos sobre combustíveis com a elevação de outros tributos, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Baixar arquivo
Educação

Enem 2022 vai ocorrer dias 13 e 20 de novembro

As provas do Enem 2022 - o Exame Nacional do Ensino Médio - devem acontecer nos dias 13 e 20 de novembro.

Baixar arquivo
Economia

Paulo Guedes diz que PIB deve crescer em 2022

A declaração do ministro foi feita durante a participação dele no Fórum Econômico Mundial, que acontece em Genebra, na Suíça, no painel sobre as Perspectivas Econômicas Globais.

Baixar arquivo
Esportes

Desafio do técnico do Corinthians é armar meio-campo

Sylvinho descarta Paulinho como 1º volante e vê pressão como natural. Técnico do Corinthians crê que protagonistas do time podem atuar juntos.

Baixar arquivo
Política

Olinda Bolsonaro, mãe do presidente da República, morre aos 94 anos

Após a morte da mãe, na madrugada desta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou compromissos em viagem à Guiana – país que faz fronteira com a região Norte do Brasil – e retornou ao país.

Baixar arquivo
Geral

Covid: Na Bahia servidores são afastados por não comprovarem vacinação

O governo da Bahia publicou no Diário Oficial as portarias que orientam o afastamento temporário de 283 servidores de 13 órgãos e secretarias do estado, por não comprovarem a vacinação contra a covid-19.

Baixar arquivo