Governadores vêm a Brasília amanhã (2) discutir compra de vacina russa

Grupo terá encontro na embaixada russa para negociar compra da Sputnik

Publicado em 01/03/2021 - 15:04 Por Sayonara Moreno - Brasília

Depois que o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou Estados e municípios a comprarem vacinas contra o novo coronavírus, governadores vêm a Brasília nesta terça-feira (2) para negociar doses da russa Sputnik V, por meio do Fórum de Governadores.

No Pará, o governador Helder Barbalho já anunciou, via redes sociais, que estará em Brasília nesta terça-feira, junto com outros governadores. Segundo ele, o grupo vai visitar os laboratórios da União Química e o russo Gamaleya, com encontro na embaixada russa para negociar doses da Sputnik V. Helder Barbalho também mencionou que os estados vão receber um novo lote de vacinas pelo Ministério da Saúde.

A busca por doses da Sputnik também é interesse de outros governadores como Paulo Câmara, de Pernambuco, Renato Casagrande, do Espírito Santo, Rui Costa, da Bahia e Camilo Santana, do Ceará, que também devem vir à capital federal nesta terça.

O laboratório União Química já entrou com pedido de uso emergencial da Sputnik V, junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), para 10 milhões de doses. O laboratório havia anunciado que a vacina vai ser produzida nas fábricas de Guarulhos, em São Paulo, e em Brasília. A Sputnik tem eficácia comprovada acima dos 90% contra o novo coronavírus na última etapa de testes.

Na semana passada, o Supremo decidiu que estados e municípios podem comprar e fornecer vacinas a população, caso as doses previstas pelo Ministério da Saúde, por meio do Plano Nacional de Vacinação, sejam consideradas insuficientes. A decisão leva em conta as vacinas aprovadas, por pelo menos uma agência reguladora estrangeira. Com isso, não é necessária a autorização da Anvisa para uso emergencial, se não fizer a liberação em até 72 horas.

No Congresso, o projeto de lei que autoriza estados, municípios e o setor privado a comprarem vacinas contra covid-19 foi aprovado pelo Senado, na última semana e agora segue para a Câmara. 

 

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Medidas restritivas no DF são flexibilizadas a partir de amanhã

O horário de funcionamento de bares e restaurantes será estendido por mais duas horas, e eventos esportivos podem ser realizados após 22h, mas sem público.

Baixar arquivo
Geral

Certidões de óbitos e nascimentos digitais aumentam 162% na pandemia

Segundo a Associação Nacional dos Registradores de Pessoas Naturais (Arpen), esses números se devem, em parte, à restrição de circulação de pessoas.

Baixar arquivo
Saúde

Programa Saúde em Nossas Mãos reduz casos de infecções em hospitais

Aumentar a segurança e diminuir as taxas de infecção nos hospitais do SUS, esse é o objetivo do programa "Saúde em Nossas Mãos". Criada em 2017, a iniciativa conseguiu evitar 7.674 casos de infecções relacionadas à assistência à saúde em 116 hospitais públicos do país.

Baixar arquivo
Geral

Apps de transporte dão desconto para quem for doar sangue no Hemorio

A partir desta segunda-feira até o dia 30 de abril, serão oferecidos descontos de até R$ 30 nas viagens que tiverem como destino o Instituto de Hematologia Arthur de Siqueira Cavalcante, no Rio de Janeiro.

Baixar arquivo
Economia

Maioria dos empresários acredita que situação nos negócios se agravou

Quase 52% dos empresários fluminenses ouvidos por uma pesquisa da Fecomércio acreditam que a situação dos seus negócios se agravou bastante nos últimos três meses. A proporção é mais que o dobro do apurado em março, quando 23,2% deles faziam essa avaliação.

Baixar arquivo
Pesquisa e Inovação

Jovens cientistas brasileiros participam de eventos internacionais

Nove projetos de estudantes brasileiros foram escolhidos para representar o país em dois eventos internacionais destinados a jovens que pretendem seguir carreira no ramo da ciência e tecnologia.

Baixar arquivo