Mesmo com recorde de mortes por covid, estados flexibilizam restrições

Publicado em 01/04/2021 - 15:04 Por Lucas Pordeus Leon, Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Em meio a mais um recorde de mortes por covid-19 no Brasil, com mais de 3 mil e 800 óbitos registrados em 24 horas, estados seguem flexibilizando regras restritivas. Em Pernambuco, após 14 dias de uma quarentena mais rígida, o governo local autorizou a retomada de atividades econômicas e sociais a partir desta quinta-feira, autorizando a abertura do comércio e de atividades religiosas. O governador de Pernambuco Paulo Câmara, do PSB, justificou a medida após uma redução de 4,4% na procura por leitos na última semana.

Pernambuco também autorizou o retorno das aulas presenciais nas escolas privadas a partir da próxima segunda-feira, de forma escalonada. A previsão é que até maio todas as escolas tenham retomado as atividades. 

Já no Rio Grande do Norte, o governo editou novo decreto flexibilizando regras restritivas a partir de domingo,  4 de abril. O novo decreto valerá por 11 dias e permite o funcionamento do comércio com capacidade reduzida, proíbe a venda de bebidas alcoólicas, e também permite às celebrações religiosas com até 20% da capacidade, além de aulas presenciais até a 5ª série do fundamental.

Já no Amazonas, a flexibilização das medidas começa  a partir do dia 5 de abril, por 15 dias, ampliando o horário de funcionamento de restaurantes e liberando a retomada de aulas do ensino médio.

No sul do país, o governo do Paraná flexibilizou regras restritivas e ampliou o decreto de medidas até o dia 15 de abril, que  permite agora o funcionamento de shoppings centers e comércio não essencial também aos sábados nas modalidades delivery e drive-thru.

Voltando ao Norte, no Amapá, o governo do estado publicou um novo decreto para os dias 2, 4 e 5 de abril, sexta-feira, domingo e segunda-feira ,permitindo o funcionamento apenas de postos de combustíveis, revenda de água e gás, farmácias e vendas de açaí. Já as demais medidas restritivas, com funcionamento escalonado do comércio, foram prorrogadas por mais 7 dias, até 7 de abril.

Já na região centro-oeste, a prefeitura de Aruanã, na região oeste de Goiás, proibiu a pesca no Rio Araguaia desta quinta-feira até a próxima segunda-feira, dia 5. A medida busca evitar que turistas viagem à região neste feriado.

Edição: Beatriz Arcoverde/ Leila Santos

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Covid: 95% dos municípios já começaram a aplicar a dose de reforço

Idosos e profissionais da área de saúde começaram a receber a 3ª dose.

Baixar arquivo
Geral

Empresa Brasil de Comunicação completa 14 anos

A estatal foi criada durante o 1°Fórum Nacional de TVs Públicas, em 2007, a partir da incorporação da Radiobrás e da Associação de Comunicação Educativa Roquette Pinto.

Baixar arquivo
Geral

Horário de verão não traz economia de energia, aponta estudo do ONS

A medida, que adianta uma hora nos relógios de alguns estados do país, já não está em vigor desde 2019, após decreto do Presidente Jair Bolsonaro.

Baixar arquivo
Saúde

Rio registra redução no número de óbitos pela covid-19

Os dados fazem parte da mais recente edição do Mapa de Risco da covid-19, divulgada pela Secretaria de Estado de Saúde.

Baixar arquivo
Saúde

Certificado de imunização está disponível para quem tomou duas vacinas

Antes, só era permitida e emissão do certificado para quem tivesse tomado duas doses da mesma vacina. Agora, a pessoa que  tomou doses de vacinas diferentes pode emitir o documento pelo aplicativo Conecte SUS.

Baixar arquivo
Saúde

IFA produzido no Brasil passa por controle de qualidade nos EUA

A produção do IFA nacional teve início em 21 de julho. A previsão é de que a submissão do pedido de alteração de registro da vacina da Astrazeneca à Agência Nacional de Vigilância Sanitária, contemplando o novo local de fabricação do IFA, ocorra em novembro.

Baixar arquivo