Governo do DF vai flexibilizar medidas de combate à covid-19

Publicado em 17/06/2021 - 20:04 Por Daniella Longuinho, Repórter da Rádio Nacional - Brasília

O governo do Distrito Federal vai publicar nesta sexta-feira novo decreto flexibilizando medidas de combate à covid-19. Com isso, pessoas do grupo de risco vacinadas, como idosos e pessoas com comorbidades, devem voltar ao trabalho 30 dias após o recebimento da segunda dose da vacina ou da dose única.

O lazer em áreas de churrasqueiras, saunas e salões de festa de clubes serão liberados. O novo decreto também vai permitir aulas presenciais em cursos profissionalizantes e de capacitação das redes pública e privada.

O secretário da Casa Civil, Gustavo Rocha, também falou sobre a vacinação no Distrito Federal. Segundo o gestor, esta semana não houve o informe técnico do Ministério da Saúde sobre a chegada de mais doses e, por isso, o agendamento de novas faixas etárias e categorias segue suspenso.

O Secretário de Saúde, Osnei Okumoto, informou que subiu de 10 para 13 o número de infectados pela covid-19 na delegação venezuelana que está aqui em Brasília para os jogos da Copa América.

Osnei Okumoto disse ainda que a remessa de doses da vacina Janssen prevista para chegar nessa sexta-feira vai atrasar devido à problemas na alfândega dos Estados Unidos. Esse lote será destinado a professores e também pessoas em situação de rua.

Edição: Sheily Noleto/ Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Geral

Trânsito na W3 sul é liberado aos domingos

A partir deste domingo, o trânsito para veículos está liberado na w3 sul. Durante um ano e meio a via ficou interditada para carros aos domingos.

Baixar arquivo
Geral

Ministro de Minas e Energia descarta risco de apagão no país

Bento Albuquerque disse que o país atravessa a pior crise hídrica dos últimos 90 anos, com falta de chuvas nos principais reservatórios, mas setor elétrico soube trabalhar para superar o problema.

Baixar arquivo
Saúde

Cidades de São Paulo cancelam carnaval de 2022

São Bernardo do Campo, São Caetano do Sul, Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra e Santo André decidiram cancelar o carnaval do ano que vem com receio do aumento de casos da variante Ômicron. 

Baixar arquivo
Economia

Fecomércio lamenta cancelamento do Réveillon no Rio de Janeiro

O presidente da Fecomércio reconheceu a importância do evento para setores fundamentais da economia, mas admitiu os riscos que a nova variante do coronavírus representariam em uma celebração desse porte.

Baixar arquivo
Saúde

Festa de Réveillon em Copacabana, no Rio de Janeiro, é cancelada

O fator predominante para cancelar o evento é o risco que representaria, diante do avanço em vários países da nova variante do coronavírus. A Ômicron já tem casos confirmados também no Brasil, por enquanto em pessoas que chegaram do exterior.

Baixar arquivo
Cultura

Bienal do Livro festeja reencontro de autores e público

Este ano, a festa literária faz homenagem a Zuenir Ventura. Na programação do fim de semana, debates sobre juventude, poesia, sustentabilidade, cultura geek e pop, saúde mental, e tendências do mercado literário.

Baixar arquivo