Julho Verde alerta para prevenção de câncer de cabeça e pescoço

A cada ano, 10 mil morrem dessas doenças no país

Publicado em 27/07/2021 - 08:40

Por Beatriz Albuquerque - Repórter da Rádio Nacional Brasília

Bianca Patrícia, de 48 anos, foi diagnosticada com câncer de amídala, em 2018.  Depois de sessões de quimioterapia e radioterapia ela está curada. O caminho foi longo e sofrido, mas ela garante que procurar ajuda e iniciar logo o tratamento fez toda a diferença. A enfermeira conta que o apoio da família foi essencial nesse processo.

E é pensando em prevenir casos como o da Bianca que a Sociedade Brasileira de Cirurgia de Cabeça e Pescoço lançou a campanha Julho Verde, em 2016. A ideia foi chamar atenção para a prevenção do câncer de cabeça e pescoço, responsável por cerca de 10 mil mortes a cada ano no país.

O médico oncologista Rodrigo Nery explica que é importante prestar atenção no corpo e buscar ajuda médica quando notar qualquer mudança. Ele explica quais são esses sinais de alerta.

Rodrigo explica, ainda, que o uso de álcool, cigarro, falta de higiene bucal e alguns vírus são os principais responsáveis pela incidência desse tipo de câncer. O médico destaca que o diagnóstico precoce é sempre a melhor maneira de tratar e curar a doença.

O Instituto Nacional do Câncer (Inca) estima que, no total, devem ser diagnosticados 685 mil novos casos de câncer no Brasil entre os anos de 2020 e 2022, incluindo todas as áreas da doença.

Data Unificada:  terça-feira, 27 Julho, 2021 - 08:40
Edição: Leila Santos/ Renata Batista