Ministério da Saúde lança campanha de promoção ao aleitamento materno

Publicado em 29/07/2021 - 20:14 Por Eliane Gonçalves - Repórter da Rádio Nacional - São Paulo

O Ministério da Saúde lançou a campanha anual de promoção ao aleitamento materno. No filme que vai ser veiculado na TV, uma menina negra manda uma mensagem para uma recém-nascida, também negra: ¨Vai ter sempre alguém pra te proteger, como mamãe, papai e a vovó. Como eu sei disso? É porque eu sou você. A amamentação é recomendada até dois anos ou mais". O slogan da campanha também lembra que a responsabilidade da amamentação é coletiva.

Segundo o Estudo Nacional de Alimentação Infantil, a prevalência de aleitamento materno exclusivo para crianças menores de 4 meses, aumentou de 4,7% em 1986 para 60% em 2020. A mudança drástica coincide com a entrada em vigor da Constituição de 1988 que estabeleceu a licença maternidade de 120 dias, ou seja, praticamente 4 meses.

O aleitamento materno exclusivo para crianças até seis meses também aumentou muito nos últimos 35 anos. Saiu de 2,9% para 45,7%. Mas ainda assim, menos da metade das mulheres no país consegue manter a amamentação como fonte exclusiva de alimentação de seus filhos pelo período que é o mínimo recomendado pela OMS.

Para a Coordenadora de Saúde da Criança e Aleitamento Materno do Ministério da Saúde, Janini Ginani, o direito à licença maternidade e o direito da criança à amamentação estão intimamente ligadas.

No Brasil, a ampliação da licença maternidade para até seis meses passou a ser uma opção a partir de 2008 para as mulheres que trabalham em empresas que aderiram ao programa Empresa Cidadã. Mas a decisão de estender ou não o benefício é critério exclusivo do empregador.

Um projeto de lei que torna obrigatória a licença maternidade para 180 dias está em discussão no Congresso Nacional, mas ainda precisa ser aprovado pela Câmara dos Deputados e depois pelo Senado. Mas mesmo que a lei seja aprovada, as relações informais de trabalho continuam sendo um desafio.

Segundo Janini, mulheres que não conseguem ter licença maternidade maior que sete semanas tem 400% mais chance de não conseguir amamentar os filhos ou de interromperem precocemente a amamentação. É o caso de mulheres que mantém vínculos precários, sem carteira assinada ou, nos últimos tempos, trabalhando como motoristas ou entregadoras de aplicativos.

Segundo a Organização Mundial de Saúde apenas quatro de cada dez crianças no mundo tem aleitamento materno exclusivo por seis meses. E dessas três de cada dez vai manter aleitamento materno por dois anos.

Edição: Roberto Piza / Beatriz Arcoverde

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Saúde

Paciente com covid tem alta após transplante duplo de pulmões

Henrique Batista do Nascimento teve alta do hospital na noite dessa segunda-feira (20) e, agora, ele, a esposa Kattiane Mendes, e o filho fazem planos.

Baixar arquivo
Saúde

Média móvel de mortes por covid diminui, mas ainda é de 510 óbitos

Mais de 142 milhões de brasileiros acima de 18 anos, o que corresponde a mais de 90% dos adultos do país, estão vacinados com ao menos uma dose de vacina contra a Covid-19. A imunização completa, com as duas doses ou dose única, alcançou mais de 50% do público-alvo. 

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Lançado no Rio o projeto de recuperação da mata ciliar do Rio Guandu

Um projeto para recuperação da mata ciliar do Rio Guandu, que corta 15 municípios do estado, foi lançado pela  Cedae, Companhia Estadual de Águas e Esgotos, nesta terça-feira. A ação celebra o  Dia Mundial da Árvore, e prevê o plantio de 1 milhão de árvores em até cinco anos.

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Unesco e multinacionais francesas lançam plano para Amazônia Central

O Plano de Ação da Reserva da Biosfera da Amazônia Central prevê 118 ações. A  reserva foi criada em 2001 e engloba 30 municípios do Amazonas e um de Roraima, cobrindo 197 mil quilômetros quadrados, área equivalente a quase todo o estado do Paraná.

Baixar arquivo
Segurança

RJ vai implantar sistema de câmeras nos uniformes das Polícias

Serão adquiridos, por meio de licitação, 22 mil equipamentos de filmagem que, segundo o governo, além de proteger os servidores em casos de falsas acusações, aumentarão a transparência e a fiscalização das ações policiais. As imagens geradas pelo sistema ficarão armazenadas por até um ano.

Baixar arquivo
Esportes

Fluminense empata com Cuiabá e fica na 8ª posição no Brasileirão

O Fluminense empatou com o Cuiabá nesta segunda-feira (20) por 2 a 2 e, agora, ocupa a oitava colocação do Campeonato Brasileiro. Já o Cuiabá está em nono lugar.

Baixar arquivo