Sono inadequado e cochilos de dia podem afetar memória e aprendizado

Publicado em 02/08/2021 - 07:46 Por Daniella Longuinho* - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Adolescentes que têm o hábito de dormir menos de oito horas de sono de qualidade durante a noite podem criar o costume inadequado de tirar cochilos longos durante o dia. Esse comportamento pode levar a um círculo vicioso e gerar prejuízos relacionados ao aprendizado, à memória e ao desempenho escolar.

É o que aponta um estudo do doutorando em fisiologia Jefferson Santos, publicado no periódico Sleep Medicine, jornal oficial da Sociedade Mundial do Sono e da Associação Internacional do Sono Pediátrico.

O pesquisador explica que muitos adolescentes têm nos cochilos prolongados uma estratégia para lidar com a restrição de sono noturno, mas afirma que isso não é recomendável.

A pesquisa epidemiológica avaliou os padrões de sono de 1.500 adolescentes matriculados no ensino médio, no turno matutino, em 2019. O levantamento mostrou que, para 58% deles, o cochilo diurno é uma prática comum. Desses, 36% costumam cochilar de uma a duas vezes por semana e 45% relataram períodos prolongados de soneca.

O aumento da sonolência diurna e a má qualidade do sono são outras características apontadas por esses jovens. Esse é o caso do estudante Edson Júnior Cardoso, de 15 anos, morador do Novo Gama, em Goiás. Edson é aluno do primeiro ano do Ensino Médio e, por conta da pandemia, tem estudado de forma remota. Ele atribuiu a alteração no sono à mudança de rotina.

O biólogo Jefferson Santos afirma que o ideal é que estudantes do ensino médio sejam matriculados no turno da tarde. Além disso, segundo ele, o horário das primeiras aulas pode ser determinante para melhorar a qualidade do sono dos adolescentes.

O estudo ressalta ainda que as mudanças biológicas da puberdade, pressões psicossociais e o tempo excessivo de uso de celulares, computadores e televisão contribuem para o atraso da fase de sono. A discussão sobre o horário de início das aulas e a adoção de hábitos saudáveis estão entre as estratégias para mudar esse quadro.

*com produção de Salete Sobreira

Edição: Jéssica Gonçalves / Beatriz Arcoverde

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

Correios fazem leilão de 701 mil itens a partir de segunda-feira (27)

São os chamados refugos, ou seja, produtos que continuam aos cuidados dos Correios, mesmo após várias tentativas de entrega aos destinatários.

Baixar arquivo
Geral

Novo aplicativo do Bolsa Família já tem 200 mil downloads

Quem ainda não tem o aplicativo, pode fazer o download nas lojas virtuais para os sistemas IOS e Android.

Baixar arquivo
Cultura

80% da população ainda ouve rádio, diz pesquisa

É o que aponta o estudo Inside Radio 2021, da Kantar IBOPE Media. E mesmo aumentando a audiência das rádios pelo celular, as pessoas preferem é escutar no aparelho de rádio tradicional.

Baixar arquivo
Cultura

Nova edição da ViradaSP começa neste sábado em Mogi das Cruzes (SP)

Na programação de hoje estão apresentações do rapper Rael, da cantora Adriana Moreira e do cantor e contador de causos Rolando Boldrin, no quadro Rolando Prosa.

Baixar arquivo
Economia

Caixa inicia pagamento da sexta parcela do Auxílio Emergencial

Saques em dinheiro e transferências bancárias para quem nasceu em maio serão liberados no dia 8 de outubro. Valores podem ser movimentados pelo aplicativo Caixa Tem.

Baixar arquivo
Economia

Fim de ano pode gerar 94 mil vagas de empregos temporários, diz CNC

O cálculo é da CNC, a Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo. Economista alerta que a previsão depende do controle da pandemia.

Baixar arquivo