Rio e Niterói antecipam segunda dose da Pfizer

Publicado em 28/09/2021 - 16:06 Por Tatiana Alves - Repórter da Rádio Nacional - Rio de Janeiro

As cidades do Rio de Janeiro e de Niterói estão antecipando a segunda dose da vacina da Pfizer contra a covid-19. A medida já está valendo.

No Rio, todas as pessoas com mais de 40 anos terão intervalo entre as imunizações de, no mínimo, 21 dias, e não mais oito semanas, como era praticado até então. Outra novidade na capital fluminense se refere à terceira dose. A recomendação agora é a seguinte: idosos com 60 anos ou mais, que concluíram o esquema vacinal até 31 de março, já podem receber o reforço. Pra quem tomou a segunda dose após essa data, segue em vigor o calendário por idade.

Em Niterói, na região metropolitana, o intervalo entre a primeira e a segunda aplicação será reduzido para oito semanas. No caso do reforço, este passará a ser feito para maiores de 70 anos com intervalo de três meses após a imunização completa. O objetivo é garantir boa cobertura vacinal no município.

O surgimento de variantes da covid-19 com maior poder de transmissão, como a Delta, levou as autoridades sanitárias à nova estratégia de combate à doença, acelerando a imunização da população. Em Niterói, mais de 75% dos adultos já estão com o esquema vacinal completo.

A expectativa é de que, no caso da dose de reforço, a redução do intervalo de seis para três meses, a partir da segunda dose, permitirá que todos os maiores de 70 anos fiquem imunes nas próximas semanas.

O reforço vacinal também está sendo feito em pessoas com alto grau de imunossupressão, de qualquer idade, que tenham tomado a segunda dose há pelo menos 28 dias. Poderão se vacinar pacientes em tratamento de quimioterapia para câncer, transplantados de órgão sólido ou de células tronco.

Para esse grupo, a Prefeitura de Niterói exige laudo ou receita médica.

Edição: Vitória Elizabeth / GT Passos

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

México prepara a retomada da exigência de vistos para brasileiros

De acordo com a agência de notícias Reuters, o pedido foi feito pelo presidente dos Estados Unidos, Joe Biden. Um documento do Ministério do Interior mexicano avalia que esta é uma forma de reduzir a onda de imigrações ilegais do Brasil para os Estados Unidos, passando pelo México.

Baixar arquivo
Esportes

Daiane dos Santos visita os atletas dos Jogos Universitários

Os Jogos Universitários Brasileiros (JUBs), em Brasília, receberam a visita de Daiane dos Santos. Campeã do mundo no solo em 2003 e com três olimpíadas na carreira.

Baixar arquivo
Educação

MEC lança o Labcrie que é um laboratório de criatividade e inovação

Nesta sexta-feira, dia do professor, o Ministério da Educação lançou um projeto para instalar laboratórios de tecnologias para docentes da educação básica. O programa Labcrie, que significa Laboratório de Criatividade e Inovação para a Educação Básica.

Baixar arquivo
Geral

INSS começa a testar serviço de abertura de benefícios em 7 cartórios

Sete cartórios no país vão testar um sistema para aceitar os pedidos de salário-maternidade e de pensão por morte, quando emitirem certidões de nascimento ou de óbito.

Baixar arquivo
Esportes

Série B: Vasco enfrenta líder Coritiba em busca de vaga no G4

Faltam nove jogos para o fim da Série B do Campeonato Brasileiro e o Vasco ainda não alcançou o G4. A chance de chegar bem perto veio na rodada passada, mas o Cruzmaltino acabou perdendo para o Sampaio Corrêa, mesmo com um jogador a mais durante todo o segundo tempo.

Baixar arquivo
Cultura

Museu Francisco Coelho, em Marabá, inaugura sala de lendas amazônicas

A Sala das Lendas conta ilustrações interativas e importantes personagens, que fazem parte das fábulas amazônicas como, por exemplo, o boto, a mulher de branco, a Matinta Pereira – uma bruxa idosa que assombra as casas das pessoas durante a noite - , além do tradicional boi bumbá.

Baixar arquivo