Setembro é mês de campanha de conscientização sobre dermatite atópica

Publicado em 23/09/2021 - 18:16 Por Sayonara Moreno - Repórter da Rádio Nacional - Brasília

Pele seca e muita coceira são as principais características da dermatite atópica. A doença genética não tem cura, mas tem tratamento. Pode afetar até 25% das crianças e 7% dos adultos. Seus efeitos são visíveis na pele: vermelhidão, bolhas ou até feridas. E é justamente por ter cara, que a dermatite atópica desperta medo e preconceito.

Três em cada dez brasileiros acreditam que a dermatite atópica é contagiosa. É o que mostra uma pesquisa do Instituto Datafolha, divulgada pela Sociedade Brasileira de Dermatologia.

Isso revela que a falta de informação leva ao preconceito. A desinformação não para por aí: o levantamento mostra que quase metade dos entrevistados acredita que a doença é causada por falta de higiene. Isto não é verdade.

 A médica dermatologista da Sociedade Brasileira de Dermatologia, Rosana Lazzarini, explica que a chamada “DA” causa muitos incômodos no paciente, que precisa lidar, também, com o preconceito.

Segundo Rosana Lazzarini, apesar de não ter cura, alguns casos em crianças melhoram na adolescência. Mas, quando chega à fase adulta, pode afetar no desenvolvimento profissional dessas pessoas.

A pesquisa ainda aponta que metade dos adultos já apresentaram três ou mais sintomas e nem procuraram um médico. Só 1% dos casos são diagnosticados: porque nem sempre é feito corretamente e porque é difícil.

A dermatologista Rosana Lazzarini cita que a rede pública de saúde tem serviços e profissionais com condições de realizar o diagnóstico correto. Mas,  lamenta que o Brasil não reconhece alguns medicamentos utilizados no mundo todo e com bons resultados. Para ela, é preciso entender a gravidade da doença, para que o acesso a esses medicamentos seja garantido, na busca de qualidade de vida dessas pessoas.

Para combater a desinformação, a Sociedade Brasileira de Dermatologia promove, durante este mês de setembro, uma campanha de conscientização sobre a dermatite atópica. O conhecimento sobre a doença precisa ser disseminado, para que as pessoas que a possuem sejam respeitadas e acolhidas em qualquer ambiente. Sem preconceitos...

Edição: Jacson Segundo / Beatriz Arcoverde

Dê sua opinião sobre a qualidade do conteúdo que você acessou.

Para registrar sua opinião, copie o link ou o título do conteúdo e clique na barra de manifestação.

Você será direcionado para o "Fale com a Ouvidoria" da EBC e poderá nos ajudar a melhorar nossos serviços, sugerindo, denunciando, reclamando, solicitando e, também, elogiando.

Denúncia Reclamação Elogio Sugestão Solicitação Simplifique
Últimas notícias
Geral

INSS começa a testar serviço de abertura de benefícios em 7 cartórios

Sete cartórios no país vão testar um sistema para aceitar os pedidos de salário-maternidade e de pensão por morte, quando emitirem certidões de nascimento ou de óbito.

Baixar arquivo
Esportes

Série B: Vasco enfrenta líder Coritiba em busca de vaga no G4

Faltam nove jogos para o fim da Série B do Campeonato Brasileiro e o Vasco ainda não alcançou o G4. A chance de chegar bem perto veio na rodada passada, mas o Cruzmaltino acabou perdendo para o Sampaio Corrêa, mesmo com um jogador a mais durante todo o segundo tempo.

Baixar arquivo
Cultura

Museu Francisco Coelho, em Marabá, inaugura sala de lendas amazônicas

A Sala das Lendas conta ilustrações interativas e importantes personagens, que fazem parte das fábulas amazônicas como, por exemplo, o boto, a mulher de branco, a Matinta Pereira – uma bruxa idosa que assombra as casas das pessoas durante a noite - , além do tradicional boi bumbá.

Baixar arquivo
Saúde

Sábado é o Dia D da Campanha Nacional de Multivacinação

Os pais ou responsáveis por crianças de um ano a adolescentes menores de 15 anos com os esquemas de imunização incompletos têm mais uma oportunidade de colocar o cartão de vacina deles em dia.

Baixar arquivo
Geral

IBGE: população de indígenas e quilombolas ultrapassa 2,2 milhões

Os dados, divulgados nesta sexta-feira (15), estão no relatório Dimensionamento emergencial de população residente em áreas indígenas e quilombolas, estudo emergencial para nortear ações de enfrentamento à pandemia de covid.

Baixar arquivo
Cultura

Livro sobre naufrágios na Amazônia será lançado ainda este mês

O lançamento do livro Sobral Santos II e o Novo Amapá - 40 das tragédias que abalaram o Brasil, do jornalista paraense Evandro Corrêa relembra os bastidores dos maiores naufrágios registrados nos rios amazônicos com destaque para os navios Sobral Santos II e o Novo Am

Baixar arquivo