Variante Delta já é predominante na cidade de São Paulo

Delta e suas sublinhagens correspondem agora a 69,7% das infecções

Publicado em 03/09/2021 - 13:48 Por Nelson Lin - Repórter da Rádio Nacional - São Paulo

A variante Delta já é predominante na capital paulista. É o que revela um estudo feito pelo Instituto Butantan em parceria com a prefeitura de São Paulo. De acordo com os dados mais recentes, a Delta e suas sublinhagens correspondem agora a 69,7% das infecções por Covid-19 na capital, enquanto a variante Gama, conhecida como P1 foi identificada em 28,4% das amostragens analisadas.

Nesse sentido, a Secretaria Municipal de Saúde reforça o pedido para que a população continue com as medidas de proteção, como uso correto de máscaras e evitem aglomerações. A pasta também faz um pedido para que as pessoas com sintomas de covid-19 compareçam às unidades de saúde para atendimento médico e rastreamento dos casos. Além disso, Máscaras N95 ou PFF2 estão sendo distribuídas para sintomáticos e pessoas que residem na mesma casa.

A pasta vai realizar testes de antígeno em pessoas sintomáticas ou assintomáticas que estiveram em contato com o caso positivo como forma de rastrear e mitigar a expansão de casos, conforme explicou a secretária executiva de atenção básica da Prefeitura, Sandra Sabino.

A secretaria também relatou que apesar do cenário de predominância da Delta, ainda não houve um significativo aumento de casos na capital, mas a estabilidade no número de novos casos permanece num patamar alto: na média móvel, mais de 1200 por dia.

De acordo com estudos do Centro de Controle de Prevenção de Doenças nos Estados Unidos, a variante Delta tem 31 vezes mais chances de causar internações em pessoas que não estão completamente imunizadas, por isso também é importante completar o esquema vacinal com a 2ª dose assim que for possível. A cidade de São Paulo já imunizou mais de 53% do seu público alvo com as duas doses.

Edição: Sheily Noleto/Edgard Matsuki

Últimas notícias
Educação

Piso salarial dos professores aumenta 33% e passa para R$ 3.845

O piso salarial dos professores da rede pública vai passar de R$ 2.886 para R$ 3.845, um aumento de 33,24%. Esse é o valor mínimo que o profissional deve receber no país.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Mais de 1.600 pessoas foram resgatadas de trabalho escravo em 2021

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (27), o Ministério Público do Trabalho informou que recebeu 1.415 denúncias de trabalho escravo, aliciamento e tráfico de trabalhadores no ano passado, número 70% maior que em 2020.  

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Rio de Janeiro registra 40ºC nesta quinta-feira (27)

Para os próximos dias a previsão é que as temperaturas fiquem um pouco mais amenas devido a chegada de uma frente fria, nesta sexta-feira (28).

Baixar arquivo
Esportes

Campeão paulista, São Paulo inicia defesa de título contra Guarani

Tricolor deve promover as estreias de boa parte dos reforços de 2022

 

Baixar arquivo
Saúde

Covid: 13% do esperado para faixa de 5 a 11 anos foi vacinada no Rio

Até esta quinta-feira (27), pouco mais de 72 mil crianças entre 5 e 11 anos foram vacinadas contra a covid, bem abaixo da expectativa da prefeitura em alcançar pelo menos 90% de imunização. Os dados são do Painel Rio Covid-19.

Baixar arquivo