RJ e DF publicam medidas para flexibilizar o uso de máscara

Publicado em 28/10/2021 - 20:29 Por Lucas Pordeus Leon - Repórter da Rádio Nacional - Brasília


O Distrito Federal e o estado do Rio de Janeiro já publicaram medidas para acabar com o uso obrigatório de máscaras em locais abertos. Outros estados, como Santa Catarina e Paraná, e municípios como São Paulo e Campo Grande, estudam flexibilizar o uso da máscara, em locais abertos, para o mês de novembro.

Diante desse cenário, autoridades de saúde alertaram, nesta quinta-feira, em audiência pública na Câmara dos Deputados, que essas medidas podem ser precipitadas, citando como exemplos Israel, Estados Unidos e Portugal que flexibilizaram o uso de máscara e depois tiveram que voltar atrás. Outros especialistas argumentaram que é possível já fazer essa discussão.

A secretária de Enfrentamento à Covid-19 do Ministério da Saúde, Rosana Leite de Melo, disse que a pasta deve publicar uma normatização sobre o tema em novembro. Ela pediu cautela e argumentou que a decisão de flexibilizar o uso não deve ser tomada apenas pelo índice de imunização da população.

A secretária do Ministério da Saúde citou a taxa de transmissão e a capacidade de expansão do atendimento à população como fatores que também devem ser levados em consideração ao flexibilizar o uso da máscara.

No mesmo sentido, o diretor da Anvisa, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária, Alex Campos, argumentou que essa discussão traz a impressão que a pandemia acabou, o que ainda não seria o caso.

Por outro lado, o assessor técnico do Conselho Nacional de Secretários Estaduais de Saúde, Leonardo Vilela, considerou que em determinadas localidades pode-se sim discutir a flexibilidade do uso de máscaras.

No mesmo sentido, o representante do Núcleo de Pesquisas em Direito Sanitário da Universidade de São Paulo, Daniel Dourado, argumentou que em locais abertos pode-se discutir o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras, desde que a medida seja tomada com base em uma série de indicadores de saúde.

Edição: Raquel Mariano / Beatriz Arcoverde

Últimas notícias
Política

Governo estuda propor PEC para reduzir preços de combustíveis

Com a mudança constitucional, o governo não seria obrigado a compensar a redução dos impostos sobre combustíveis com a elevação de outros tributos, como determina a Lei de Responsabilidade Fiscal. 

Baixar arquivo
Educação

Enem 2022 vai ocorrer dias 13 e 20 de novembro

As provas do Enem 2022 - o Exame Nacional do Ensino Médio - devem acontecer nos dias 13 e 20 de novembro.

Baixar arquivo
Economia

Paulo Guedes diz que PIB deve crescer em 2022

A declaração do ministro foi feita durante a participação dele no Fórum Econômico Mundial, que acontece em Genebra, na Suíça, no painel sobre as Perspectivas Econômicas Globais.

Baixar arquivo
Esportes

Desafio do técnico do Corinthians é armar meio-campo

Sylvinho descarta Paulinho como 1º volante e vê pressão como natural. Técnico do Corinthians crê que protagonistas do time podem atuar juntos.

Baixar arquivo
Política

Olinda Bolsonaro, mãe do presidente da República, morre aos 94 anos

Após a morte da mãe, na madrugada desta sexta-feira (21), o presidente Jair Bolsonaro (PL) cancelou compromissos em viagem à Guiana – país que faz fronteira com a região Norte do Brasil – e retornou ao país.

Baixar arquivo
Geral

Covid: Na Bahia servidores são afastados por não comprovarem vacinação

O governo da Bahia publicou no Diário Oficial as portarias que orientam o afastamento temporário de 283 servidores de 13 órgãos e secretarias do estado, por não comprovarem a vacinação contra a covid-19.

Baixar arquivo