Estudo sugere que proteção da Coronavac é menor entre pessoas com HIV

Publicado em 17/11/2021 - 20:02 Por Eliane Gonçalves - Repórter da Rádio Nacional - São Paulo

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da USP compararam a proteção da vacina produzida pelo Instituto Butantan e pelo laboratório chinês Sinovac em pessoas com e sem o HIV, o vírus que causa a aids. O estudo mostra que, depois de tomar a Coronavac, uma pessoa sem o HIV tem mais do que o triplo de chances de desenvolver anticorpos contra a covid-19 que uma pessoa HIV positiva.

Em outras palavras, isso significa que a Coronavac pode proteger menos as pessoas soropositivas. Quem explica é a professora da Faculdade de Medicina da USP e uma das autoras do estudo Vivian Avelino-Silva.

O número de células de defesa do organismo, chamadas de CD4, pode ajuda a explicar a dificuldade na produção de defesas contra o coronavírus. Pessoas com o HIV, mas com maior número dessas células de defesa, têm o dobro de chances de desenvolver o anticorpos que pessoas em estágios mais avançados da infecção pelo HIV.

Mas apesar de níveis de proteção menores, isso não significa que pessoas com o vírus da aids devam deixar de se vacinar. Na verdade, segundo Vivian Avelino, a menor proteção reforça que esse é um grupo prioritário na hora de tomar a dose de reforço.

O estudo foi publicado como um preprint na Lancet, uma das revistas científicas mais importantes do mundo. O preprint é uma espécie de esboço em que o estudo permanece aberto para receber a contribuição de outros cientistas antes da publicação definitiva. O estudo não analisou como se comportam as outras vacinas contra o coronavírus que vem sendo usadas no Brasil.

Edição: Roberto Piza / GT Passos

Últimas notícias
Educação

Piso salarial dos professores aumenta 33% e passa para R$ 3.845

O piso salarial dos professores da rede pública vai passar de R$ 2.886 para R$ 3.845, um aumento de 33,24%. Esse é o valor mínimo que o profissional deve receber no país.

Baixar arquivo
Direitos Humanos

Mais de 1.600 pessoas foram resgatadas de trabalho escravo em 2021

Em comunicado divulgado nesta quinta-feira (27), o Ministério Público do Trabalho informou que recebeu 1.415 denúncias de trabalho escravo, aliciamento e tráfico de trabalhadores no ano passado, número 70% maior que em 2020.  

Baixar arquivo
Meio Ambiente

Rio de Janeiro registra 40ºC nesta quinta-feira (27)

Para os próximos dias a previsão é que as temperaturas fiquem um pouco mais amenas devido a chegada de uma frente fria, nesta sexta-feira (28).

Baixar arquivo
Esportes

Campeão paulista, São Paulo inicia defesa de título contra Guarani

Tricolor deve promover as estreias de boa parte dos reforços de 2022

 

Baixar arquivo
Saúde

Covid: 13% do esperado para faixa de 5 a 11 anos foi vacinada no Rio

Até esta quinta-feira (27), pouco mais de 72 mil crianças entre 5 e 11 anos foram vacinadas contra a covid, bem abaixo da expectativa da prefeitura em alcançar pelo menos 90% de imunização. Os dados são do Painel Rio Covid-19.

Baixar arquivo